Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2016

Mecanismos de defesa do ego: o que são e como funcionam

Imagem
Freud é considerado o pai da psicanálise, visto que foi ele que estabeleceu seus pressupostos. E dentro dela, existem os chamados mecanismos de defesa do ego. Você já ouviu falar deles? Sabe o que e quais são? Como se manifestam? Quais são as suas funções? Compreendê-los pode levar a um entendimento maior sobre como funciona a mente humana e, por consequência, o nosso comportamento. Veja tudo sobre esse assunto a seguir: Antes de entrar em detalhes sobre os mecanismos de defesa, é preciso compreender outro assunto, na verdade, três outros assuntos: Ego, Id e Superego. Consistem em três estruturas diferentes que formam a nossa mente, como se fossem três camadas. O Ego concentra toda a parte racional, é aquilo que mostramos aos outros em nosso comportamento diário, sendo formado por conceitos de certo e errado, valores sociais e familiares, enfim, tudo aquilo que aprendemos e assimilamos ao longo da vida.  O Id, por outro lado, contêm os conteúdos mais selvagens

Doenças psicossomáticas: Sintomas, causas e tratamento

Imagem
Você sabia que nem sempre as dores ou outros sintomas que você percebe em seu corpo são decorrentes de algum problema físico em seu organismo? Muitas vezes, são sinais de algo psíquico, ou seja, que está afetando a sua mente, mas que se manifesta no corpo. É uma condição mais comum do que se imagina, mas nem todos dão atenção a isso. Talvez já tenha acontecido de você procurar um médico por estar com fortes dores de cabeça, por exemplo, e não ter chegado a nenhum diagnóstico, mesmo realizando exames. Depois, você pode até ter procurado outros profissionais ou não, mas as dores acabaram passando “sozinhas”. Pode ter sido um caso de doença psicossomática, sobre a qual você vai saber mais agora: O que são transtornos de somatização? Esse tipo de transtorno também pode ser encontrado com o nome de Síndrome de Biquet e se caracteriza pelo aparecimento de sintomas físicos, que variam no decorrer do tempo (às vezes estão bem intensos, outras vezes, chegam a ficar imperceptíveis) e que