Transtorno de Personalidade Borderline

Atualmente cresce o número de casos de pessoas que apresentam o transtorno de Personalidade Borderline (TPB). Mesmo já existindo há muitos anos, este tipo de distúrbio, por ter se tornado muito mais comum, passou a ser mais discutido e tratado com maior seriedade.
Os primeiros casos de Borderline começaram a aparecer no ano de 1938, no entanto, a doença era caracterizada como uma espécie de subtipo da esquizofrenia ou do transtorno bipolar, pois há uma grande semelhança nos sintomas. Mas no ano de 1980 ela foi classificada como uma doença mental específica.
O Transtorno de Personalidade Borderline ou Transtorno de Personalidade Limítrofe, é um distúrbio mental que tem como sua principal característica a instabilidade emocional de um indivíduo. É uma doença onde a pessoa sente tudo de forma muito intensa e tudo ou nada pode fazer com que o seu estado emocional mude.
Leia Também


Sintomas do Transtorno de Personalidade Borderline

Indivíduos que sofrem com o TPB são marcados por grandes instabilidades em suas emoções, sentimentos e relacionamentos interpessoais. Geralmente o indivíduo pode ficar em estágio depressivo por horas ou até mesmo dias, mas também pode ocorrer o contrário.
Os sintomas da doença costumam aparecer no final da adolescência ou início da fase adulta. Os sintomas mais comuns são:
·       Autoimagem distorcida e instabilidade com relação a si mesmo, onde a pessoa não gosta de si mesma e não se aceita como ela é;
·       Automutilação, que pode ser uma forma de tentar o suicídio ou simplesmente uma fuga para o sofrimento e depressão que a pessoa está carregando;
·       Impulsividade em pensamentos e principalmente ações, onde depois do ato pode ocorrer um sentimento de arrependimento e vergonha pelo que foi feito;
·       Dificuldade em relações interpessoais que podem ser somente com um grupo específico, como a família, por exemplo;
·       Extremo medo do abandono real ou até mesmo imaginado, onde há uma enorme geração de angústia;
·       Comportamentos suicidas, autodestrutivos e agressivos;
·       Sentimento de tristeza, vazio e solidão, principalmente quando o indivíduo se encontra no momento depressivo;
·       Pensamentos paranoicos e também aleatórios;
·       Dificuldade em controlar sentimentos.

Causas do Transtorno de Personalidade Borderline

As causas para o aparecimento do Transtorno de Personalidade Limítrofe podem ser biológicas, psicológicas ou sociais. As causas biológicas ocorrem relacionadas à genética. Se o indivíduo tem um familiar próximo que possua a doença, ele pode consequentemente também apresentar o TPB.
As causas psicológicas estão relacionadas à eventos traumáticos reais ou imaginários que podem ter ocorrido durante a infância como abusos sexuais e violência doméstica, por exemplo. Além de traumas, um indivíduo exposto constantemente a situações estressantes pode desenvolver o transtorno.
Já as causas sociais estão ligadas diretamente ao modo de vida em que o indivíduo foi exposto durante a sua infância. Uma família com má comunicação, muitos problemas, exposição à violência e relacionamentos hostis podem desencadear o transtorno no indivíduo.

Tratamentos Transtorno de Personalidade Borderline

O tratamento para pessoas que sofrem do transtorno deve ser feito de forma individualizada. Geralmente o psiquiatra recomenda que sejam realizadas psicoterapias, para que a pessoa possa apresentar uma melhora mais rápida do quadro Borderline.
Além do tratamento com psicoterapias, são utilizados remédios antidepressivos e estabilizadores de humor para que os sintomas sejam amenizados e a pessoa melhore a sua qualidade de vida.

Prognóstico

Assim como todo transtorno mental, o Transtorno de Personalidade Borderline não tem cura, no entanto é possível viver normalmente com a doença, pois o tratamento traz um alivio nos sintomas causados pelo TPB.
No entanto, o tratamento deve ser feito de forma contínua e de acordo com a recomendação do médico psiquiatra para que o quadro da doença se mantenha estável.

Lembre-se

O Transtorno de Personalidade Borderline é uma doença que deve ser tratada para que haja uma melhora significativa na qualidade de vida do paciente.
As pessoas que apresentam a doença podem ser vistas como complicadas, impulsivas e sem paciência. No entanto, elas necessitam de apoio e ajuda, pois quem possui a doença entende as coisas de forma mais intensa que outras e muitas vezes de modo um pouco distorcido.

Postar um comentário

Blogger