Três Problemas Que Acabam Com Um Relacionamento

1. Ela(e) não se cuida mais
Se ele, ou ela, não cuida mais tanto assim da aparência, diversos podem ser os motivos que levaram a esse comportamento. Por isso mesmo, o ideal é que você mantenha o diálogo com o seu parceiro e procure saber porque ele não tem vontade de se arrumar, colocar roupas bonitas ou andar perfumado. Muitas vezes, uma pessoa deixa de se cuidar porque está com baixa autoestima, enfrentando problemas de depressão ou até mesmo pela correria do dia a dia.

Desde quando o seu parceiro deixou de cuidar de si mesmo? Em uma relação, é importante que você preste atenção no outro e responder à essa pergunta pode ser o ponto de partida para resolver o problema. Pois se uma mulher, por exemplo, deixou de cuidar da aparência porque dedica a maior parte de seu tempo ao trabalho e à criação dos filhos, e por isso se sente cansada demais para se arrumar, a solução pode ser a ajuda do parceiro com as tarefas da casa e o cuidado com as crianças.

Isso está acontecendo no seu relacionamento? Então, confira as dicas e informações que temos para você nesse artigo! Veja abaixo:

Leia Também
      ·       Como Voltar a ser feliz no casamento
      ·       Resolvendo Conflitos no Matrimônio
      ·       Eu meu marido estamos brigando muito

A aparência importa em um relacionamento?
Se você está incomodado ao ponto de procurar ajuda porque o seu parceiro não cuida mais da aparência, esse é um sinal evidente de que a aparência importa, sim. E ela importa em diversos sentidos, pois, na maioria das vezes as pessoas deixam de se arrumar porque se sentem atarefadas demais, porque não estão satisfeitas com o corpo ou até mesmo porque não estão felizes com o companheiro ou com sua vida. Dessa forma, é essencial que você busque o diálogo e tente entender porque ele, ou ela, não se arruma mais.

Não se cuidar é falta de amor?
Como dito anteriormente no artigo, diversos podem ser os motivos que levam as pessoas a deixar de cuidar da aparência. Portanto, deixar de se arrumar, na maioria dos casos, não tem nada a ver com falta de amor. Mas, em alguns casos, pode ser sim que o seu parceiro tenha deixado de investir na aparência porque não se importa mais com a sua opinião. Você percebe que a relação está desgastada? Sente que o seu companheiro não está feliz ao seu lado? Quando não há mais amor, há outros sinais perceptíveis além da aparência. 



Como faço ele/ela mudar?
Se você quer que o seu parceiro cuide mais do visual e não ande por aí desleixado, o primeiro passo é ter uma boa conversa e tentar compreender o lado do outro. Portanto, pergunte porque a pessoa não está se arrumando mais e se ela se sente bem dessa forma. Pois, é através de uma simples conversa que você pode entender os motivos que levam o seu companheiro a não querer investir no visual. Acima de tudo, mostre que você o ama e está preocupado em entender a situação. Evite cobrar de forma grosseira.

Como falar disso sem ser grosseiro?
Para conversar sobre o porquê de o seu parceiro não se arrumar mais e não ser grosseiro, basta que você tente se colocar no lugar dele e, quando for falar sobre o assunto, ter paciência para o diálogo. Não adianta tentar conversar quando tudo o que você quer é apenas impor a sua opinião e os seus desejos.

Não é o momento de obrigar o seu companheiro a se cuidar mais e sim de mostrar a ele que você o ama de qualquer jeito e está preocupado com a sua falta de cuidado consigo mesmo. Mostre como se cuidar mais pode elevar a autoestima dele e melhorar o relacionamento de vocês. Tenha empatia!

2. Ele (a) vive falando em separação, por qualquer motivo
Relacionamentos desgastados parecem estar em constante ameaça e precisam de cuidados. 

Às vezes, acontecem na vida dos casais momentos não muito felizes. Momentos de instabilidade, de dúvida, de não saber ao certo o que se quer ou o que se espera da vida e do cônjuge. Nessas horas de desgaste, muitas vezes, para piorar ainda mais a situação, o mundo não ajuda, com seu ritmo frenético, pesadas rotinas de trabalho e pouquíssimo tempo para cuidar das pessoas que amamos. 

O resultado disso é que a todo momento parece que o marido ou a esposa estão dispostos a encerrar esse relacionamento, e aparentam utilizar isto como ameaça ou chantagem. Qualquer coisa que aconteça entre os dois, mesmo que sem muita gravidade, parece se tornar o estopim de uma briga que não terá fim até que aqueles dois se separem.

Essas horas nunca são fáceis, mas é preciso erguer a cabeça, bater no peito e encará-las de frente. Se sua intenção não for terminar o relacionamento, vale a pena insistir para que estes difíceis tempos de instabilidade passem e retornem a calmaria e o prazer do amor que já se teve um dia, no começo do casamento ou da relação, principalmente.


Ouça, entenda, converse
O diálogo, mais do que qualquer coisa, pode ser um remédio para tudo na vida de um casal, principalmente se ele for realizado com serenidade, respeito e vontade de mudança. Se seu ou sua cônjuge ameaça constantemente pela separação, busque sentar-se com ele ou ela e conversar. Busque saber quais coisas incomodam a pessoa que vive com você e por que ela se sente tão determinada a terminar a relação por coisas que às vezes parecem banais.


Ouviu? Reflita
Para viver bem a dois e conseguir ter uma relação saudável e feliz, às vezes, é necessário ter humildade e disposição para mudar. Muitas vezes acabamos não percebendo, mas fazemos coisas muito desagradáveis que podem trazer infelicidade ao nosso ou nossa cônjuge sem que nem mesmo percebamos isso. 

Portanto, ao ouvir as demandas de seu ou sua companheira, pare, busque tranquilidade e faça um momento de reflexão para si mesmo. Pense estratégias de como mudar as coisas que foram solicitadas, e como fazer isso sem prejuízos ou sem deixar de ser quem realmente você é.

Refletiu? Faça!
Uma vez que você tenha pensado sobre tudo o que é possível fazer por seu ou sua parceira, não perca tempo: coloque em prática! Mas não deixe de acompanhar regularmente as reações da pessoa que vive com você, para saber se suas modificações comportamentais têm sido bem recebidas por ele ou ela.

Tente ser criativo, inventar brincadeiras de casal, fazer coisas juntos, dar mais atenção, se possível, fazer uma viagem, ou coisas desta espécie. Muitas vezes, todo esse sentimento ruim de término nada mais é do que resultado do estresse do dia a dia, e uns dias de descanso devem ajudar bastante.

Dê amor
Ao conversar, ouvir, refletir, mudar e fazer as coisas por seu ou sua parceira, você mostra a ele(a) e a você mesmo que vocês se amam. Faça com que tudo isso valha a pena e reconquiste o amor da sua vida. 

3. Ele (a) só fala do passado
“Eu era tão feliz quando era jovem. Eu tinha condições financeiras muito melhores e tinha tudo o que queria há alguns anos. Quando eu namorava vivia viajando e me divertindo.”

Essas frases fazem parte do seu relacionamento? Constantemente você tem a impressão de que seu companheiro (a) era bem mais feliz no passado do que está sendo agora com você no presente?

Infelizmente, este é um problema cada vez mais comum entre os casais. Insatisfeitas com os problemas da vida matrimonial, algumas pessoas começam a viver no passado, mostrando o quanto suas vidas eram melhores lá atrás.

E, apesar de muitos não perceberem, isso acaba ferindo quem está por perto. 

O passado é mais seguro
Olhar para o passado é como pegar um álbum de fotografias, ou até mesmo ver um filme em que você já sabe tudo o que vai acontecer. 

O passado é mais seguro! Nele não existem imprevistos ou mudanças e é por isso que muita gente se sente atraída em viver por lá.

Só que você sabia que este tipo de atitude pode simplesmente arruinar um relacionamento?

Muitas esposas e maridos acabam se chateando a tal ponto de abrir mão do compromisso que tem por não conseguir conviver com estes relatos, ainda mais se estes envolvem, por exemplo, ex-namorados.

E como resolver isso?
Mesmo sendo involuntário em alguns momentos, prestar atenção no que está sendo dito é o primeiro passo para não magoar a pessoa que ama.

Colocar-se no lugar do outro é uma das principais bases na hora de construir e, principalmente, de manter um relacionamento.

E se você quer parar de falar sobre o seu passado a dica é procurar investir no seu presente!

Use o seu passado apenas a seu favor e não fique fugindo do que está acontecendo agora ao fazer menção a ele. 

Se você está do outro lado, ou seja, se é a pessoa que fica vendo o companheiro viver no passado, procure conversar com ele (a) sobre isso. Explique o quanto esse tipo de situação pode magoar seus sentimentos e prejudicar o relacionamento como um todo.

Criem novas memórias
Daqui alguns anos, o hoje será o passado, então que tal aproveitar desta verdade absoluta para se lançar na criação de novas memórias? 

Veja 5 dicas de como melhorar o relacionamento e ter o que contar daqui há algum tempo: 
1. Tenha sempre tempo um para o outro, afinal, esta é a base de qualquer relação. A presença deve ser constante e não uma mera eventualidade; 

2. Alimente o amor de vocês com atitudes simples do dia a dia como um café na cama, um filme à noite. Diga que ama! Não deixe o relacionamento cair na rotina; 
3. Cultive o respeito! Uma vez que a relação perca o respeito dificilmente ele será reconstruído; 
4. Dê o melhor de si todos os dias para manter o amor vivo. Edifique sempre a relação; 
5. Façam planos para criar novas memórias juntos e cumpra-os. Viagem, tenham aventuras e se divirtam o máximo possível. 

Desta forma, o passado poderá ser deixado em seu lugar dando espaço a incríveis e novos momentos de alegria e união.


Next
This is the most recent post.
Previous
Postagem mais antiga