Ads (728x90)

.

Um dos temas que mais aguçam a curiosidade de uma série de pessoas é, sem dúvida alguma, as mensagens subliminares. Afinal, como não se sentir chocado ao ler ou ver alguém apontando um conteúdo totalmente inédito e inesperado de uma cena, som ou imagem que você já viu, mas não chegou nem perto de perceber?

Mas, mesmo que você ainda não consiga entender, existem sim explicações tanto de significado como também de aplicações. A seguir, faremos um texto resumido sobre o tema. Confira.

 
Mensagens Subliminares: Conceito

Para compreender o que é uma mensagem subliminar, em primeiro lugar devemos saber que elas são consideradas um dos itens da chamada teoria da conspiração.

Dentro deste conceito considera-se uma mensagem subliminar uma imagem que seja colocada dentro de uma cena, mas em uma velocidade em que os nossos olhos não conseguem captar, ou seja, tão rápida que não podemos perceber. Porém não existe apenas essa forma de expor uma mensagem subliminar, já que ela pode estar em um canto ou dentro de um espaço em que dificilmente será vista de forma consciente.



Influência das mensagens subliminares

Mas, muitas vezes o que muitos querem saber é se é realmente possível influenciar pessoas por meio de mensagens subliminares, porém a resposta não é tão fácil assim.
Estudos iniciais, relacionados a James Vicary, publicitário que tentou provar o poder das mensagens subliminares quando a teoria foi lançada na década de 50 apontam alguns resultados positivos para o uso deste meio.
O próprio Vicary tentou provar a eficiência do uso de mensagens subliminares durante uma ação feita em um cinema dos Estados Unidos. Relatos apontam que os publicitários adicionaram frases como “Beba Coca” e “Coma Pipoca” em algumas noites de exibição e conseguiram resultados altos no aumento de consumo dos dois itens.

Porém, não é possível garantir que estes resultados tenham sido realmente verdadeiros, já que após um período de perseguição por parte de grupos conservadores, além do uso constante da linguagem por meios publicitários, o mesmo James Vicary veio a público desmentir parte da história.

Durante uma entrevista a uma conceituada revista norte-americana, o publicitário afirmou que muitos dos resultados divulgados das ações na verdade não podiam ser considerados porque parte dos experimentos sequer haviam sido feitos. Na época, Vicary justificou o feito dizendo que sofria pressão de alguns investidores.

Então, o que se sabe atualmente é que ainda existem uma série de pessoas que ainda são “adeptas” as mensagens subliminares e que acreditam no seu poder de manipular as pessoas, porém não existe nenhuma comprovação científica, já que o conceito de subliminar não cabe muitos estudos dentro de sua aplicação.

Mesmo assim, a percepção subliminar é algo que gera diversos estudos em busca de entender o que não é consciente, uma ideia sugerida sem o conhecimento do expectador. Nestes anos de estudo existem temas polêmicos e que causam discussão e um certo temor por parte de estudiosos, porém, como já citamos anteriormente, a comprovação científica não chegou para estes casos.

Alguns Casos Famosos
Não faltam exemplos de mensagens subliminares famosas, tanto no Brasil, como ao redor de todo o mundo. A internet é um dos ambientes que mais divulgam estes casos e vídeos com histórias contidas em filmes, músicas, fotos e outros meios são muito comuns na Web.
Se você ainda não conhece nenhum, fizemos uma lista dos casos mais famosos.

Filmes da Disney
Filmes da Disney são alguns dos meios mais “acusados” de conterem mensagens subliminares. Um dos casos é o desenho Bernardo e Bianca, lançado em 1977 e que chegou a ser retirado de circulação sob a acusação de conter a imagem de uma mulher nua no fundo de uma cena.

Mas, talvez o caso mais famoso seja o do filme “O Rei Leão”, de 1994. Algumas pessoas perceberam e acusaram a Disney de inserir a palavra “Sex” em uma poeira que aparece após o personagem Simba cair sobre algumas flores.

Produtos
Como vimos anteriormente, muito do início da compreensão sobre as mensagens subliminares se deu dentro do meio publicitário e talvez, por isso, muitos produtos não escaparam das críticas de que utilizavam este meio para conseguir manipular os seus consumidores de alguma forma.

A Coca-Cola é uma das campeãs deste tipo de acusação, muitas delas que nem fazem tanto sentido assim, mas que ainda assim são super criticadas e faladas na rede. Uma delas afirma que ao virar um rótulo da bebida do lado contrário é possível ver de forma inversa a expressão “Alô Diabo”, escrita assim mesmo, em português.

Essa questão de idioma é um dos motivos para teoria ser questionada por algumas, afinal, por que uma bebida tão tradicionalmente norte-americana escolheria o português, que é um idioma de menor alcance para passar qualquer tipo de mensagem?

Outra marca que também já teve sua comunicação visual questionada quanto ao uso de mensagens subliminares é o Malboro. Isso porque algumas pessoas afirmam que o L e o B contidos no nome do produto estão em tamanho maior para evidenciar e representar a figura de um pênis.

Beatles
Que eles representaram uma fase histórica para a música mundial quase ninguém nega, porém alguns não sabem que a carreira dos Beatles também teve em sua trajetória a acusação de terem usado mensagens subliminares não apenas uma vez, mas várias.

Uma das teorias afirma que a capa histórica do disco "Abbey Road - 1969" afirma que Paul Mcartney tinha morrido em um acidente de carro e que na verdade a gravadora teria contratado um sósia para fazer a capa.

Dentro desta leitura as pessoas consideraram que todos estavam enfileirados como em um funeral, além de dar funções diferentes a cada um, como agente funerário, coveiro e padre, por exemplo. Também levaram em consideração a posição dos carros e o fato de que mesmo sendo canhoto, Paul segurava um cigarro na mão direita.

Além disso, Paul era o único que atravessava a rua descalço. Para muitos, isso é uma evidência já que na Inglaterra é comum que os mortos sejam enterrados sem sapatos. 

Outra polêmica diz respeito a conhecida música Lucy in the Sky With Diamonds, que seria uma referência ao uso do LSD, sigla que é confirmada ao observamos as primeiras letras das palavras “Lucy, Sky e Diamonds”.


Existe até uma teoria que envolve o músico brasileiro Caetano Veloso, afirmando que ao lançar a canção “Sem Lenço Sem Documento”, o baiano deu uma resposta à banda britânica “dizendo” Sem LSD se considerarmos as primeiras letras dos títulos.

Postar um comentário

Blogger