Ads (728x90)

.

 Eu e meu marido estamos brigando muito

Os conflitos, por mais desagradáveis que sejam, estão presentes em todo tipo de relação – seja no namoro, no casamento, na relação com os pais ou também com os filhos. Por isso, eliminá-los por completo da sua rotina pode ser uma tarefa praticamente impossível. Mas por outro lado, uma coisa é certa: todos nós temos o poder de pararmos de pensar só em nós mesmos para considerarmos também as necessidades e os questionamentos do outro – e é quando isso acontece que os conflitos diminuem, e felizmente, até mesmo param de acontecer.


Neste tópico a questão abordada é: eu e meu marido estamos brigando muito. E no casamento, assim como em qualquer outro tipo de relação, ninguém gosta de viver discutindo, certo? Isso porque o ato é desgastante e cansativo, e chega uma hora em que a possibilidade de separação começa a ser cogitada.
Mas quais serão os motivos que levam à discussão, e no caso, quais são as possíveis soluções para fazer com que elas deixem de ser tão constantes?
Conheça neste artigo os 5 tipos de brigas mais comuns entre casais, quais são as suas causas e o que pode ser feito para solucionar o problema.



Brigas causadas por ciúmes

Há quem diga que os relacionamentos precisam de algumas ‘cenas de ciúmes’ para mostrar a importância que um dos cônjuges tem para o outro. Mas até que ponto isso é válido e saudável?
A obsessão e a desconfiança são fatores que com certeza podem levar ao fim do relacionamento. Justificativas como: ele não gosta da roupa que eu uso ou ela quer saber de quem são todas as ligações no meu celular são alguns dos aspectos que devem acender uma luz vermelha no relacionamento de vocês.
A falta de limites e o controle obsessivo de um dos cônjuges na vida do outro certamente não pode ter um ‘final feliz’. Quanto mais o tempo passa e mais as brigas se intensificam, mais difícil fica manter a relação.
E para trabalhar esse aspecto o melhor a ser feito, segundo os especialistas, é manter a sua autoestima lá em cima. Pensar em si mesmo é a melhor forma de deixar o ciúme de lado. Geralmente quem tem ciúme obsessivo é porque tem algum problema de autoestima – seja ela física, emocional ou espiritual. Procurar ajuda nestes campos pode fazer a diferença.

Brigas causadas pelas amizades do cônjuge

Frases como “as suas amigas não gostam de mim e por isso ficam te chamando para sair todo dia” ou “seus amigos solteiros não entendem que você é casado?”  são alguns exemplos na rotina de quem passa por brigas ocasionadas pelas amizades do parceiro.
E a melhor forma de evitá-las é colocando em mente que o seu marido ou namorado, antes mesmo de te conhecer, já teve sua individualidade. E ela deve ser mantida para o bem e para a saúde do seu relacionamento. O seu marido pode e deve ter a liberdade para fazer escolhas, o que envolve também as amizades dele.
E o mesmo vale para você também, afinal, você também quer ter um tempo para curtir com as suas amigas, não é mesmo?


Brigas causadas por aspectos financeiros

Comuns principalmente em relacionamentos de longa data, as brigas por dinheiro estão atualmente entre as mais perigosas (e também mais frequentes) nos casamentos.
Perfis econômicos diferentes e as próprias ‘mentirinhas’ sobre os gastos são os principais aspectos que motivam a briga.
E para lidar com ele também não é tão difícil, porém, exige bom senso: a partir do momento em que o casal decide viver junto ambos os cônjuges devem ter a consciência de que as economias, os gastos e a própria divisão das despesas básicas devem ser conversadas e repensadas frequentemente.
O segredo sempre é manter o bom diálogo, ou seja, uma conversação amena e tranquila sobre o assunto. Além disso, lembre-se: ao entrar em um casamento, as decisões precisam ser tomadas da melhor forma possível e negociar também é algo que você precisa considerar. Afinal, nem sempre o seu lado é o único correto.

Brigas causadas pela falta de atenção

Tem coisa pior do que chegar em casa toda afobada e contar toda a sua rotina do dia para o marido, que por sua vez, nem sequer prestou atenção no que você falou?
Ou pior: falar várias vezes sobre um evento no segundo final de semana do mês, e quando a data chega, o seu marido simplesmente não lembrou e saiu para outro compromisso.
Pois é: a falta de atenção pode ser um problema frequente em casamentos e inclusive um grande motivador para discussões e até mesmo brigas com caráter mais acusativo, e por isso, mais sérias e preocupantes.
Para evitá-las é necessário conversar com o cônjuge sobre estar se sentindo desconfortável em relação a isso. Se você acha que algo não está indo bem, não chegue já acusando: prefira uma conversa calma e amena, civilizada e verdadeiramente sem ofensas.

Brigas próprias do casamento

O casamento gera uma série de mudanças na rotina de ambos os cônjuges. A mulher, por vezes, quer ter filhos e o homem não quer. Ele quer que ela fique em casa, mas ela quer trabalhar. Ou então, o contrário.
Chegando em casa, a mulher briga porque o homem não lavou a louça. E ele fica bravo porque ela esqueceu de comprar a janta. As briguinhas mais desnecessárias podem ganhar grandes proporções, e com o tempo, se tornam tão desgastantes quanto as outras.
E por mais clichê que isso pareça, a verdade é que todo e qualquer tipo de briga (não só as ‘briguinhas’ mais bobas do casamento como também as outras já citadas anteriormente) pode ser solucionada – e preferencialmente, até mesmo evitada – graças a um bom diálogo.
E além de uma boa conversa, é claro que alguns gestos também podem ajudar a diminuir essa rotina tão enjoativa de brigas, fazendo com que a relação entre o casal volte ao normal. Ser carinhoso (a), demonstrar o amor que sente pelo outro durante a conversa e outros detalhes com certeza podem fazer com que as brigas diminuam – e muito.

Postar um comentário

Blogger
  1. César, seu blog é sensacional. Muitas informações boas.
    Minha namorada é muito insegura e nervosa. Qualquer comentário que alguém faça, ela leva para o lado negativo, sente que a pessoa está tentando diminui-la ou se sente desvalorizada. Isso já aconteceu inúmeras vezes, com várias pessoas diferentes. Uma simples brincadeira é motivo para querer enfrentar as pessoas ou ela ficar muito nervosa. Isso está causando muitos problemas no nosso relacionamento e na vida pessoal dela. Ela, por exemplo, não se mantém nos empregos. Todo emprego que arruma, ela entra em briga com outras pessoas, fica muito incomodado no ambiente de trabalho e acaba saindo. Sempre sai mal dos empregos. O que pode causar isso nela? Como posso ajudar?

    Obrigado

    ResponderExcluir
  2. César, seu blog é sensacional. Muitas informações boas.
    Minha namorada é muito insegura e nervosa. Qualquer comentário que alguém faça, ela leva para o lado negativo, sente que a pessoa está tentando diminui-la ou se sente desvalorizada. Isso já aconteceu inúmeras vezes, com várias pessoas diferentes. Uma simples brincadeira é motivo para querer enfrentar as pessoas ou ela ficar muito nervosa. Isso está causando muitos problemas no nosso relacionamento e na vida pessoal dela. Ela, por exemplo, não se mantém nos empregos. Todo emprego que arruma, ela entra em briga com outras pessoas, fica muito incomodado no ambiente de trabalho e acaba saindo. Sempre sai mal dos empregos. O que pode causar isso nela? Como posso ajudar?

    Obrigado

    ResponderExcluir
  3. Não aguento mais ter brigas bobas com meu marido
    Brigamos muito sem motivos
    Isso esta acabando com o nosso relacionamento

    ResponderExcluir
  4. Olá Marilia, eu tb estou no mesmo barco que voce.. isso ja vem acontecendo a muito tempo.. está acabando com meu casamento.. brigamos por tudooooo... não temos mais paciencia um com o outro.... até entrei na pscicologa.. mas tb não está ajudando muito.. temos uma bebe de 2 anos.. meu casamento está por um fio.. o carinho acabou.... como estamos passando pela mesma situação, pensei em trocar figurinhas com vc... se quiser anotar meu email para discutirmos sobre isso e uma tentar ajudar a outra. meu email é lidys_mendes@hotmail.com

    ResponderExcluir