Ads (728x90)

.

Aprenda a melhorar a sua memória

Quantas peças a sua memória já lhe pregou? Estou falando das vezes em que ela lhe deixou na mão, das vezes em que você se esqueceu de um compromisso importante, do que deveria comprar no supermercado ou do nome de uma pessoa que está bem na sua frente. Virar motivo de piadas, achar que está ficando velho ou que se está com algum tipo de problema são outras consequências dos esquecimentos inconvenientes, a boa notícia é que você pode melhorar a sua memória com atitudes simples! É sobre isso que iremos conversar agora....

O cérebro é como um músculo
Claro que o cérebro é um órgão, mas assim como os músculos ele pode ser treinado para desenvolver um melhor desempenho em determinadas atividades, por exemplo, se lembrar de diversas coisas e fatos. Você já deve ter visto em algum show de televisão pessoas se apresentando por lembrarem de cor todos os resultados de jogos profissionais de futebol dos últimos 100 anos, ou saberem em que dia da semana caiu todas as datas do último século bem como uma notícia importante ocorrida no dia lembrado. Não há nada de diferente no cérebro dessas pessoas que as tornem sobre-humanas, elas apenas são bem treinadas.

Não se pode lembrar de tudo
Nos últimos anos estamos sendo bombardeados por diversas informações diariamente, esse é um fenômeno típico do tempo em que vivemos. Porém nem tudo o que chega ao nosso conhecimento é realmente importante. Não se engane lembrar de absolutamente tudo seria muito mais uma maldição do que uma benção, por isso nosso cérebro só grava aquilo que ele considera relevante para sua vida. É necessário entender que é você quem diz ao seu cérebro o que importa e precisa ser lembrado e o que não importa e pode ser descartado.
   

Inimigos da boa memória

Falta de concentração
        É impossível lembrar de algo que jamais chegou ao seu conhecimento certo? Entretanto você tenta fazer isso o tempo todo... Isso mesmo! Quando a sua atenção não está voltada para alguma coisa, apenas uma pequena parte desta coiso chega até o seu conhecimento. Por essa razão fica difícil de lembrar o que seu cônjuge (ou chefe) lhe pediu se você não estava muito atento (a) quando ele ou ela estava falando.

        A maior parte dos esquecimentos e problemas de memória se deve a dificuldade das pessoas em manterem a concentração. Se durante a explicação do seu professor a sua mente estiver divagando dificilmente você lembrará da matéria na hora da prova.  Desse modo se quiser lembrar de alguma coisa mantenha a sua atenção concentrada nela o máximo possível!
Se possui dificuldades em manter a sua concentração sugiro que leia o artigo como melhorar a concentração.

Estresse

A tenção emocional, o excesso de preocupações, cobranças no trabalho ou na vida pessoal, em resumo o stress, consume boa parte da sua energia, acaba com a sua concentração, mina nutrientes importantes para o funcionamento do cérebro e por tabela acaba com a sua capacidade de memorização. O artigo como controlar o estresse pode te ajudar quanto isso.

Excesso de informações desnecessárias
        Como já dissemos o seu cérebro não armazena todas as informações que chegam até ele, por essa razão devemos dar preferência por guardar em nossas mentes as informações que são essenciais. Números de telefone, compromissos marcados para datas muito posteriores e coisas de longo prazo podem ser anotadas em agendas, cadernos de anotações e/ou no seu celular (com direito a alarme para não esquecer). Isso desafoga a sua memória e te deixa um backup em caso de esquecimento.

Falta de sono
        O fato de não dormir ou se dormir mal favorece o surgimento do estresse que por si só já causa déficit de memória, contudo a dormir pouco diminui a sua capacidade de concentração que sem dúvida isso é péssimo para a memorização. Quero dizer com que dormir o tempo suficiente e com qualidade é essencial para sua memória. Se você sofre de insônia e problemas do sono procure um especialista por que dormir mal acarreta inúmeros problemas de saúde.

Adiar coisas importantes
        Se você tem uma tarefa importante para cumprir faça-a de uma vez, caso contrário ela permanecerá em sua mente gritando por urgência e dificultando que você preste atenção nos novos fatos que lhe chegam. Contas a pagar, tarefas a serem entregadas devem ter prioridade.

Falta de ordem
Um ambiente organizado propicia maior concentração por não te distrair com coisas desnecessárias. Uma agenda ordenada por ordem de prioridade e datas corretas lhe dão facilidade para solucionar problemas e evitam o estresse da desorganização.

Qual o seu tipo de memória?
Frederic Vester, consagrado psicólogo alemão, categorizou os indivíduos com base na forma que estes possuem maior facilidade de memorizar. Segundo esse pesquisador podemos classificar a forma de memorizar partindo do sentido o qual o sujeito guardar melhor as informações, desse modo temos:

·       O tipo auditivo – Aprende melhor ouvindo e falando
·       O tipo visual – Que elabora as informações a partir dos estímulos visuais.
·      O tipo tátil – que recorda com mais facilidade aquilo que experimentou através de contanto físico, como por exemplo, o tato.
·   O tipo verbal abstrato – que lida melhor com fórmulas, definições e conceitos abstratos.

Descubra a qual tipo você pertence e partindo daí quando se propor a memorizar algo de ênfase ao que favorece a sua memorização, por exemplo se você é do tipo auditivo, busque repetir em voz alta aquilo que precisa lembrar, se é do tipo visual crie uma imagem mental do que deseja recordar o tipo tátil deve tentar fazer na prática e assim por diante.

Leia também
·       Como ser mais criativo

Truques para memorizar melhor

Uso de imagens

A visão é o mais apurado dos sentidos humanos, por isso, em geral é mais fácil guardar uma ideia ou conceito quando este é expresso em uma imagem. Partindo desse conhecimento surgiu uma técnica de memorização é utilizada a muitos séculos: associar nomes e ideias a imagens. Por exemplo imagine precisar que precisa memorizar o nome de um cliente, que para efeito de ilustração chama-se Paulo Machado. Visualizar a pessoa segurando um pedaço de pau (nome associado a Paulo) e cortando um “machado” com ele pode dar uma visão difícil de esquecer. Quanto mais absurda for a imagem mais fácil será fixa-la. Recentemente precisava recordar o nome de um amigo de profissão cujo primeiro nome era Igor, associei o seu rosto ao corpo corcunda do ajudante do Dr.  Frankenstein também chamado Igor que tantas vezes é representado na cultura pop.

Usando a imaginação
Você esquece certos procedimentos do seu trabalho? E o caminho para determinado lugar?  Uma possível solução para esses problemas é realizar as tarefas mentalmente para posteriormente faze-las na prática. Por exemplo percorrer através da imaginação todo o trajeto que se faz dentro do mercado pegando os itens necessários antes de fazê-lo na vida real pode evitar o infortúnio de perceber na volta que algum produto não foi comprado.

Música para lembrar
  No tempo em que fazia curso pré-vestibular (sim sou desse tempo) era comum que os professores se utilizassem de músicas para que os alunos memorizassem formulas e outras coisas que caiam no vestibular. Um exemplo clássico da eficiência disso é o versinho:

“Trinta dias tem têm novembro
abril junho e setembro
vinte oito tem só um
os demais têm trinta e um”.

A música traz o fator emoção ao que deve ser lembrado, cantar faz com que inúmeros neurotransmissores associados a sensação de prazer sejam liberados. Fazendo com que sua memória afetiva seja ativada. Não é preciso criar uma melodia, use uma já existente e fácil de cantar, de preferência cantigas infantis que já carregam em si memória afetiva. O sapo não lava o pé, atirei o pau no gato, a dona aranha e meu lanchinho são as campeãs em versões nos cursinhos.

Conte uma história
Lista compras, etapas de uma tarefa são e outra coisas que geral são constituídas de palavras solta são mais difíceis de lembrar. Para ajudar, você pode criar uma história com tais palavras por exemplo:

Arroz, Açúcar, café, feijão e óleo

Pode se imaginar que se precisa fazer arroz doce (açúcar) para comer acompanhado de feijão, enquanto se bebe café misturado com óleo. Uma refeição assim seria difícil de esquecer não é mesmo?

Também é possível elaborar uma história utilizando os itens da lista como personagens, por exemplo:

O arroz pediu o açúcar em casamento, porém o café que também era apaixonado pelo açúcar quis atrapalhar dizendo que o arroz já era casado com a Sra. Feijão, no entanto o doutor Óleo fez questão de desmentir a boataria.
   
Use essas técnicas de memorização com frequência e perceberá com o passar do tempo que a sua capacidade de recordar as coisas irá melhor muito. 

Postar um comentário

Blogger