Ads (728x90)

.

 Medo do sucesso: A síndrome do impostor

Você se sente incomodo quando é elogiado no seu trabalho?  Acredita que não é competente para exercer a função que possui? Imagina que suas vitórias se deram mais por sorte do que pelo seu mérito? Talvez você esteja sofrendo da Síndrome do Impostor.

O que é a Síndrome do Impostor?

Calma! Isso não é uma doença, trata-se apenas um nome que descreve uma série de sentimentos que afligem sete a cada dez profissionais. Quem sofre desse problema costuma questionar o próprio mérito de chegar onde está e atribuir o seu sucesso a sorte, a influência de outras pessoas ou a qualquer outra coisa. Também é conhecido como Fenômeno do Impostor e Síndrome da Fraude.

Qual é o problema em se sentir assim?

O fato de não se sentir capaz de realizar as tarefas pertinentes ao cargo que se ocupa gera grande estresse, o profissional se obriga a fazer o melhor trabalho possível para que ninguém perceba a sua inaptidão desenvolvendo um perfeccionismo quase patológico. Muitos passam a acreditar que precisam trabalhar mais tempo para render o mesmo que os outros, o que os tornam “viciados em trabalho”.

Profissionalmente o maior problema é o medo de receber uma promoção ou de se arriscar em outro cargo e/ou lugar. Por isso tantos profissionais recebem propostas de trabalhar em outro local com salário melhor e simplesmente rejeitam.


Veja também:


homem temeroso de passar por uma corda para adquirir uma coroa de ouro

Quem tem maior propensão a sofrer desse problema?

Esse problema atinge principalmente pessoas que possuem baixa autoestima, não é raro aparecer em pessoas que sofreram (ou sofrem) bullying ou algo tipo de descriminação (gênero, cor, etc.). A rápida expansão do mercado brasileiro (e dos chamados países emergentes) que ocorreu nos últimos anos fez com que muitos jovens assumissem cargos de chefia ou de destaque e por essa razão é que atualmente eles são os mais propensos a tal problema.

Sinais da síndrome do impostor

·       Atribui os seus sucessos a causas externas: Sorte, conhecer pessoas influentes, cair nas graças do patrão.... Tudo é considerado responsável pelo sucesso profissional, menos sua própria capacidade.

·       Vício em trabalho: Trabalhar o máximo possível e sem medir esforços são uma forma de compensar o sentimento de que é inferior a todos os outros funcionários.

·       Se esforçar pouco: Parecer preguiçoso e desleixado é melhor do que ser “burro” e incapaz, assim pensa quem sofre com a síndrome do impostor, por isso tais pessoas podem agir de maneira inversa ao dito no tópico anterior.

·       Tenta se tornar invisível: fazer de tudo para não chamar a atenção, se for possível escolhe profissões e trabalhos que sejam simples e discretos.

·       Ressalta os fracassos e esquece os sucessos: age como se as coisas boas que realizou nunca tivessem acontecido ou são banais, mas faz com que os erros, ainda que pequenos pareçam enormes.

·       Sabota a si mesmo: Sem perceber comete erros grosseiros e que podem custar o seu cargo.

Dicas para superar a síndrome do impostor

Entenda que sorte não é tudo
       

A sorte pode ter lhe ajudado, mas ela não dura para sempre e não ocorre o tempo todo. Então se conseguiu segurar o que pensa que a sorte lhe deu é por que você realmente mereceu isso.

Lembre-se: Errar é humano
        Não se cobre tanto pelos seus erros e falhas, pois errar é inevitável. Por melhor que seja um profissional mais cedo ou mais tarde ele vai errar. Entretanto o erro não precisa ser algo ruim, ele te ajuda a perceber o que pode e o que não pode dar certo.

Evite comparações
Poucas são as pessoas que conseguem a atingir o nível dos extraordinários e ficar tentando se comparar a elas vai apenas te fazer sentir-se inferior. Você precisa superar apena a si mesmo, tente melhorar a cada dia, porém aceite suas limitações e trabalhe as suas potencialidades.

Não fique se testando
A fim de provar a si mesmo aos demais (como se eles estivessem se importando) que é competente, quem sofre da síndrome por vezes buscam risco e desafios: assume trabalhos difíceis, se encarrega de duas tarefas ao mesmo tempo etc. Isso não precisa ser necessariamente ruim, desde que não pegue obrigações que não seja capaz de cumprir.

Ouça o feedback das pessoas certas
        Nada nos deixa mais confiante do que a opinião das pessoas certas. Sim das pessoas certas! Afinal existem aqueles cujas as opiniões não influem em nada na nossa vida, e você sabe diferenciar esses dois tipos de pessoa não é mesmo?

Lembre-se de que não está só
        Esse é um mal que atinge milhares de profissionais em todo mundo, então não se iluda acreditando que apenas você sofre com esse problema. Muitas pessoas superaram a síndrome do impostor e você também pode superar.

Com quem procurar ajuda?

        A síndrome do impostor é causada por fatores emocionais e aprendizagem ambiental, desse modo um (a) psicólogo (a) é o profissional capacitado para trabalhar esse transtorno. A psicoterapia é capaz de solucionar problemas de autoconfiança, autoestima e valoração pessoal.

Postar um comentário

Blogger
  1. ótimos Posts você tem,continue com o bom trabalho,seus artigos me ajudam muito.

    ResponderExcluir