Ads (728x90)

.

 Livre-se do sentimento de culpa: Aprendendo a se perdoar

         

Parece que não existe nada mais angustiante do que saber que erramos, que falhamos e que decepcionamos ou até mesmo prejudicamos outra pessoa.  O sentimento de culpa nos atinge como uma pequena dor que está sempre presente nos impedindo de esquecer a nossa falha. Remorso, medo e até mesmo o desejo pela punição fazem parte desse problema. Nesse artigo vamos falar sobre a culpa e de como se livrar do sentimento de culpa.
  

O que é culpa?
        Culpa é a sensação de remorso por algo que fizemos ou nos sentimos responsáveis por ter acontecido. Isso mesmo a culpa se localiza sempre por um acontecimento no passado, o indivíduo que sofre com a culpa possui pensamentos incômodos devidos a alguma coisa que já aconteceu. Os sentimentos de dolo são semelhantes à preocupação e/ou ansiedade, contudo, enquanto o segundo trata de pensamentos incômodos sobre o que irá ocorrer o sentimento de responsabilidade faz o mesmo com que já ocorreu:

(Culpa - depressão) Passado  Presente  Futuro (Preocupação - ansiedade)


Como se livrar do sentimento de culpa?

Entenda que a culpa não serve para nada
        Do que vai adiantar você ficar se remoendo por algo que já passou? Pesar e arrependimento não alteram o passado e não te libertam da sua responsabilidade. A única coisa que os sentimentos de culpa fazem é tomar o tempo que você poderia estar utilizando para fazer algo mais produtivo como, por exemplo, ajudar o próximo.

Leia mais:
·       Aprenda a dizer não
·       Melhore sua autoestima

Analise como está o seu presente e o seu futuro
Quando o presente não é tão agradável e o futuro parece desesperador a solução pode ser refugiar-se no passado. Verifique se pensar tanto nos seus erros no passado não está lhe servindo para que você não precise enfrentar o seu presente ou se preparar para as coisas que estão por vir.

Saiba que sentir-se culpado não tira a sua responsabilidade
 A culpa por vezes serve de muleta para aqueles que não querem mudar, não adianta se arrepender das falhas do passado se você continua repetindo os mesmos erros. Lembro-me de um senhor que certa vez confessou para mim se sentir muito mal por gastar o seu dinheiro com o vício do jogo e deixar a sua família passando necessidades. Melhor do que ele se sentir culpado seria entrar em um grupo de apoio ou qualquer outra coisa que lhe ajudasse a vencer vício, nesse caso o sentimento de culpa servia-lhe como uma forma de penitência e indulto para que ele continua-se agindo de maneira egoísta.

Aceite quem você é
Em muitos casos o sentimento de culpa surge por que não se consegue ser ou aquilo que os outros desejam de nós. Aceite em você aquilo que você não pode mudar ainda que os outros não aprovem. Se suas escolhas e decisões te fizerem feliz elas estão certas mesmo que o resto do mundo acredite que estão erradas. Não se sinta culpado por ser quem você é.


Não se ajoelhe por uma moral ultrapassada: Alguns dos valores morais que são incutidos em nossas mentes já não fazem sentido, se você acredita neles, eu te respeito! Porém se não acredita então não há razão de pesar ao transgredi-los.

Será que foi tão ruim assim?
Considere se o prejuízo que você causou foi tão grande a ponto de necessitar que você passe tanto tempo pensando sobre ele. Se não prejudicou ninguém então não há motivo para arrependimento!!! Principalmente se as sua escolha te fizeram feliz... 

Não é necessário sofrer pela felicidade dos outros
Caso algo esteja lhe prejudicando ou te causando sofrimento não há problema nenhum em mudar essa situação ainda que outra pessoa se beneficia-se disso. O que eu estou dizendo é que da mesma forma que sua felicidade não deve ser baseada no sofrimento alheio a alegria do próximo não deve custar a sua dor.

Não se deixe manipular pela culpa
Se você leu o artigo técnicas de manipulação sabe fazer você se sentir culpado é uma das formas que as pessoas usam para te forçar a fazer aquilo que você não quer. O que eu não mencionei na postagem em questão é as pessoas que mais se utilizam desse recurso contra nós são exatamente as pessoas que mais amamos (pai, mãe, líder religioso, esposa, marido, filhos etc.). Mesmo amando essas pessoas é necessário que você tome as rédeas da sua vida e não se deixe levar pela culpa, ainda que isso faça com que elas pareçam se sentirem magoadas.

A culpa pode envolver ainda uma preocupação espiritual ou metafísica como uma forma de punição no porvir. Não sou competente para lidar com essas questões, afinal sou um psicólogo e estou limitado ao que a ciência compreende. Se o seu medo reside aqui, sugiro que você converse com o seu líder espiritual. 

Postar um comentário

Blogger