Ads (728x90)

.

 Meu filho não quer ir à escola

       

O que e fazer quando o seu filho simplesmente não quer mais ir à escola?  Por que isso está acontecendo e como resolver esse problema? As causas podem ser muitas e para cada uma delas existe uma explicação e solução específica, por essa razão não adianta generalizar, leia atenciosamente cada possibilidade e tente identificar em qual delas o seu filho se encaixa:

Falta de motivação: No Brasil a ideia do sucesso através dos estudos não é algo muito difundido, principalmente entre os mais humildes acredita-se que apenas o futebol, a música e a loteria são capazes de transformar vidas.  Diante disso os jovens acabam acreditando que estudar não os levará a lugar nenhum. Muitos estudantes não conseguem associar o que aprendem na escola a coisas que irão usar na sua vida profissional.
  
O que fazer? Converse com o seu filho e lhe diga que quanto mais estudo tem uma pessoa melhor remunerada ela é.  Acompanhe a vida escolar dele (a) incentive o estudo no artigo Como ajudar meu filho a tirar boas notas?

Dificuldade no aprendizado: Existem diversos problemas que levam a criança ou adolescente a não conseguir aprender o que ensinado na escola. Problemas como dislexia, TDAH e discalculia tornam muito difícil que um jovem consiga dominar as matérias escolares.  Não é raro alunos que sofrem desses problemas serem tratados como “burros”, desprezado por maus professores e humilhados pelos colegas de sala.  Se você acredita que não é capaz de aprender nada que razão teria para ir à escola?

O que fazer? Se perceber que seu filho tem muita dificuldade em apreender em ler, não consegue fazer contas ou simplesmente é incapaz de prestar atenção em algo, procure por um (a) psicopedagogo (a). 

Leia também
Como lidar com crianças hiperativas 
Como disciplinar filhos

Problemas de saúde:

Miopia e/baixa visão, surdez e baixa audição fazem com que a criança ou o adolescente não entenda o professor e demais alunos, não compreendam o sentido da escola e acabem por se isolar ou sendo isolado pelos demais. O problema se mascara porque a criança ou adolescente geralmente não tem consciência de que enxerga ou ouve mal.

O que fazer? Obviamente o melhor a fazer é procurar um médico e avaliar as condições de saúde do seu filho.

Bulliyng: esse é um tema que se tornou forte na mídia nos últimos anos. Mas antes de você dizer que isso já acontecia no seu tempo, saiba que as “brincadeiras de mau gosto” de hoje são bem piores das que ocorriam antigamente, em alguns casos chegam a assassinato e suicídio. Um dos sintomas de quem está sofrendo bullying é justamente evitar ir à escola.
O que fazer? Eu escrevi um artigo falando sobre esse tema se é o seu caso sugiro que leia, Socorro meu filho está sofrendo bullying.

Ambiente escolar hostil: uma escola desorganizada e alunos desobedientes e desinteressados podem fazer com que seu filho perca o interesse em frequentá-la.
O que fazer: mudar de escola é a melhor solução nesse caso

Equipe escolar hostil: Em alguns casos o aluno se torna “manjado” exatamente por ter um histórico de indisciplina e más ações. Quando isso ocorre ele recebe a culpa por coisas que ele não fez e passa a ser “perseguido” por professores, inspetores e equipe de diretoria. Acontece também ocorre quando o pai ou a mãe discute, briga ou é agressivo com os funcionários da escola.

Atenção! O fenômeno da equipe escolar hostil acontece no mundo todo, pelo fato de trabalhar nesse ambiente ser estressante e em muitos casos perigoso. Não se engane, é bem provável que você na mesma situação agiria exatamente igual.

O que fazer? É possível reverter essa situação se você e/ou seu filho mudar e estabelecer uma nova relação com a escola, mas isso demanda bastante tempo. A solução mais fácil é mudar de escola.

Preguiça e comodismo: Por mais legal que uma escola seja, ela nunca vai ser mais interessante do que ficar em casa.

O que fazer? Pegar no pé o máximo que for possível, retirar privilégios e proibir uso de videogames, celulares, computadores,  televisão e até mesmo sair de casa em horário de aula.