Ads (728x90)

.

Técnicas de manipulação

         O tempo todo nós somos manipulados ou influenciados a fazer coisas que não queremos, isso é feito pela TV, revistas, internet, patrões, líderes religiosos e até mesmo por nossos familiares e pessoas que amamos. Nesse artigo irei expor como funcionam algumas técnicas de manipulação e desse modo você poderá se defender melhor contra elas.

O que é manipulação?

         Manipulação é o ato de fazer com que um individuo ou grupo haja da maneira que o manipulador deseja. O manipulador não obriga o outro a realizar determinada tarefa, ele apenas faz surgir artificialmente no outro a vontade de se comportar de uma forma que caso não houvesse manipulação o sujeito não agiria. A manipulação é um ato tão sutil que em geral as pessoas sequer percebem que estão sendo manipuladas.

Aprenda algumas técnicas de manipulação

Insistência: Vamos começar pela mais simples, essa é tão fácil de exercer que até mesmo crianças pequenas e animais a usam.

No que consiste? Repetir o mesmo pedido insistentemente até ser atendido.

Exemplo:
      ·      Um cachorro latir incessantemente ao lado do seu dono (ou qualquer humano) até que esse lhe dê um pouco do que estiver comendo, lhe dê o brinquedo desejado ou abra o portão para que o cão possa passear.
        ·         A criança que grita e chora em um shopping até que os pais comprem o brinquedo que ela deseja.

Culpabilização: Esse é o que eu mais vejo no meu trabalho com adolescentes, aliás, foi por esse motivo que decidi escrever esse artigo.
No que consiste? Fazer com que o outro se sinta culpado pela situação em que o manipulador se encontra. Por vezes o manipulado é até a vítima, porém ele é colocado como o agressor.

Exemplo: 
        ·         A ONG que expõe o fato de que enquanto você ganho um excelente salário existem muitas pessoas passando necessidade, por isso você precisa doar parte do seu dinheiro.
          ·         O adolescente que grita aos pais que só cometeu um furto por que eles não lhe deram o que ele queria.
 
Atenção! Cabe lembrar que nem toda a manipulação é prejudicial e nem todo manipulador é um vilão, na verdade todos nós manipulamos e somos manipulados em determinados momentos. Lembro a vocês  que a maioria das pessoas sequer sabe que está manipulando, elas só agem desse jeito por que aprenderam que dá certo...

Perseguição: Já se perguntou por que os sargentos dos filmes gritam e humilham tanto os soldados? Se a intenção é ter bons combatentes não seria melhor motivá-los?
No que consiste? Criticar, minimizar os feitos e cobrar muito uma pessoa ou equipe com o intuito de que eles criem em suas mentes a ideia de que não são bons o bastante e por isso precisam se esforçar mais e mais.

Exemplo:
        ·         O gerente que diz que sua equipe de vendas está dando pouco resultado e que não há um bom vendedor na empresa.
        ·         O encarregado que reclama o tempo todo que a produção está lenta e/ou com baixa qualidade.

Vitimização: recentemente me peguei fazendo essa, mas foi por uma boa causa: poupar meu dinheiro...
No que consiste? Se colocar na posição de coitado e vítima da situação, de modo que o outro não possa lhe cobrar ou deva lhe ajudar...

Exemplos:
         ·         O aluno que não entrega o trabalho na data certa e chega ao professor (a) com cara de piedade dizendo algo como “eu estava doente... Será que posso entregar atrasado?”

Simpatia ou sedução: Essa é a que os leitores desse blog mais usam comigo, basta ler os comentários...
No que consiste? Parecer simpático e interessante para uma pessoa, de modo que ela não rejeite fazer um favor ou abrir uma exceção. Vale elogiar, fazer charme, etc.

Exemplo:
        ·        Começar um diálogo elogiando uma pessoa, ou oferecendo algum presente (não confundir com suborno) para depois pedir um favor ou algo emprestado
           ·         Fazer charme trejeitos dengosos para evitar tomar uma bronca do patrão ou patroa (sim isso também funciona para homens).

Intimidação: outro recurso tão simples que é utilizado até mesmo pelos outros animais.
No que consiste? Intimidar o outro demonstrando estrema raiva ou descontentamento com algo que o manipulado está fazendo ou se recusa a fazer. Não compreende ameaça agressão verbal, pois isso caracterizaria coerção o que não é manipulação. A ideia é fazer com que o manipulado sinta medo de um possível conflito ou as conseqüências sem precisar mencionar esse fato.

 Exemplo:
      ·         Esposa faz cara feia e fecha o semblante para marido por esse se recusar visitar a sogra, ela pode ainda perguntar de forma ríspida e direta: “por que você não quer ir à casa da mamãe?”       
Apelo à autoridade: a mídia em geral adora esse, aplica em comerciais, jornais etc. Até mesmo eu já servi algumas vezes de “autoridade”.
No que consiste? Usar alguém com conhecimento técnico (médico, psicólogo, dentista, etc.) para afirmar uma ideia ou conceito é boa ainda que tal afirmação seja duvidosa.
Exemplo

    ·       Comercial que afirma que a maior para dos dentistas recomenda determinada marca de produtos de higiene bucal.
      ·        Comerciais que mostram médicos explicando a eficácia de determinado produto sendo explicado por um médico (com direito a numero de CRM na tela).
       Coerção social: O que não fazemos para ser aceito pelos nossos semelhantes?
   No que consiste? Devida a nossa natureza de viver em grupos, temos tendência de reproduzir o comportamento de outros membros do grupo e evitar questionar o que a maioria faz.  Sabendo disso os meios de comunicação fazem parecer que uma determinada conduta está sendo adota por várias pessoas, assim são criadas as modas.


        Exemplo:
         ·         Toda a vez que você ouve na televisão as palavras “nova coqueluche” “virou mania nacional”, “febre entre os jovens” estão tentando fazer isso com você.
         ·        Campanhas como o “somos todos macacos” ou o sou da paz (gesto de pomba com as mãos) em vários artistas ou celebridades repetem uma mesma ação. 
     
           Gostou do tema? Quer saber sobre essas e muitas outras técnicas que qualquer especialista do assunto se recusaria a lhe ensinar? Adquira o livro:

Postar um comentário

Blogger