Ads (728x90)

.

Leitura a frio: a arte de descobrir o passado e adivinhar o futuro das pessoas

       Antes de começar gostaria de falar um pouco sobre você:

“Pessoas próximas têm tirado vantagem de você. Sua honestidade básica tem obstruído seu caminho. Você teve de renunciar a muitas oportunidades que lhe foram oferecidas no passado por recusar-se a tirar vantagem dos outros. Gosta de ler livros e artigos para aprimorar a mente. Na verdade, se você já não estiver no ramo dos serviços pessoais, deveria estar. Tem uma capacidade infinita de compreender os problemas das pessoas, e pode simpatizar com elas. Mas é firme quando confrontado com a obstinação ou a estupidez pura e simples. Outra área que você compreende bem poderia ser a da lei. Seu senso de justiça é bastante forte.”       
      
         Esse texto foi escrito pelo astrólogo Sidney Omarr, há muitos anos atrás. Ele certamente não lhe conhece, então como sabe tanto ao seu respeito? Sidney sabia de outra coisa, Sabia que as pessoas possuem autoimagem difusa e pouco realista. Assim sendo, essa frase é cheia de sugestões de qualidades que todos nós acreditamos que possuímos e injustiças que temos certeza que sofremos. O intrigante é que mesmo que alguém conscientemente saiba não possuir tais atributos eles são tão desejáveis que “enganamos a nós mesmos” para possuí-los.
Nesse artigo eu pretendo ensinar a vocês a arte dos sortilégios! Explicar a forma como alguns cartomantes, videntes, profetas e até certos terapeutas se utilizam para iludir e persuadir os menos cautos. Na verdade quero demonstrar que existe muito mais psicologia nesses fenômenos do que magia propriamente dita. Não tenho a pretensão de desacreditar todo e qualquer fenômeno místico/religioso, mas te ajudar a separar o que pode ser real do que é notadamente enganação.


Leia também:

As pessoas querem acreditar
       É inerente ao ser humano a crença em uma força superior ou em algo que está além das nossas limitações e compreensão, não importa que nome que você dê a isso. E em quem buscam o serviço prestado por adivinhos, profetas ou profissionais do tipo essa fé é ainda maior, esse elemento é o necessário para que a “mágica” aconteça. O sujeito já está predisposto a ver algo sobrenatural,' o que torna o trabalho do charlatão muito mais fácil. 

Uso de palavras vagas e genéricas
O vidente ou profeta começa adivinhação com palavras vagas e genéricas para com elas obter mais informações do consulente/fiel, ou como se diz popularmente ele joga um verde. Diz algo como:
1.   “Você perdeu alguém muito importante”. Ora! Todo mundo já perdeu alguém importante! Seja por morte, divórcio, mudança ou qualquer outro motivo.

2.    Outra frase que pode ser usada é “Hum...você está com problemas na sua vida emocional”. Em geral, quem vai se consultar com um vidente/ alguém que está com problemas, e a chance de ser um problema na vida emocional é muito grande, mas se o “vidente” for corrigido pelo consulente (não estou com problemas na vida sentimental) ele irá disfarçar e fazer nova tentativa

3.    “Sim... Sim... Vejo que são problemas no trabalho” ou dizer “você ainda não sabe, mas está com problemas na vida emocional”. De toda forma essas frases são usadas pra que o próprio cliente fale mais a respeito de sua vida.

Fazem deduções e chutes
      A partir dos dados fornecidos pelo próprio freguês, o adivinho ou similar faz novos chutes e novas deduções. Caso o consulente respondesse a pergunta (1), feita acima, com uma resposta afirmativa, a interrogação sequente seria algo como “essa pessoa te ajudaria muito com esse problema que está passando agora”. Na maioria das vezes quem está consultando responderia algo como:
      ·        Sim! Papai sempre me ajudou quando eu ficava sem dinheiro
      ·        Não! Minha mãe nunca foi boa com coisas do coração

     Em qualquer caso o charlatão saberá quem você perdeu e qual é o motivo da consulta.

Tenha um repertório guardado
     Por mais diferente que seja o seu problema (para você) existem muitas outras pessoas na mesma situação, dessa forma o vidente sempre tem uma gama de situações chaves guardadas na memória que ele pode encaixar mais ou menos o seu problema. Coisas como alcoolismo na família, traição, brigas, doenças, filhos problemáticos entre tantas coisas são corriqueiras (infelizmente) e são abundantes em consultórios psicológicos, igrejas, ONGs, assistência social (CRAS e CREAS) e qualquer outra instituição que se propõe ajudar pessoas. E em todos esses problemas a causa e a consequência são muito parecidas, dessa forma se um espertalhão pegar o fio da meada ele pode falar sobre toda a sua vida. Como era o seu pai, sua mãe seu marido etc.
Para dar exemplo posso falar dos tipos que aparecem dezenas por ano:

       ·        Adolescente rebelde Mãe super protetoraPai omisso ou ausentecasal divorciado ou perto do divórcio.
      ·        Casamento em conflito esposa insegura e ciumenta marido imaturo com histórico de infidelidade→ família que se intromete na relação. 
 
        Essas não são as únicas causas de tais problemas, porém são tão comuns para quem já ouviu muitas pessoas que ela sabe que sempre haverão pessoas em situações assim.

Adivinhando o futuro
      Ninguém está interessado em ouvir que seu futuro é cheio de conflitos e infelicidade. Por isso, o segredo do adivinho, cartomante e genéricos, é falar apenas coisas boas sobre o futuro das pessoas. Não importa o quanto errou sobre o passado, se descrever um futuro  bom o consulente vai se sentir satisfeito e até indicar o profissional para outras pessoas.
O que eu acabei de descrever tem nome, chama-se leitura a frio  e é uma técnica de mentalismo, se quiser conhecer outras adquira o livro Hackeando mentes.

Todo mundo é charlatão?
     Como eu já afirmei, eu não tenho a pretensão de dizer que clarividência e profecia, ou qualquer outro jeito como você chama esses fenômenos, não existam. Mesmo por que não é possível provar isso, só é possível desmascarar charlatões.
 Existem também pessoas que se utilizam desses artifícios inconscientemente, até por que já foram tantas fezes vitimas deles que já acreditam que eles sejam verdades.

Lembre-se que a qualidade do seu futuro depende do que você faz no presente e de nada mais, não adianta ficar esperando que as coisas melhorem sem que você não faça nada.

Postar um comentário

Blogger