Ads (728x90)

.

Como ajudar uma criança tímida

    Muitos pais percebem que seus filhos são mais reservados e se preocupam com isso. A verdade é que cada pessoa tem o seu próprio modo de ser e não precisa se encaixar em nenhum padrão de comportamento. No entanto a timidez excessiva dificulta que uma criança se desenvolva plenamente e diminui a possibilidade de que ela cresça um adulto confiante e seguro. Por esses motivos irei passar o que os pais podem fazer para diminuir a timidez do seu filho. Esse artigo é específico para crianças, se seu filho for um adolescente leia o artigo: Como ajudar um tímido.

Incentive o convívio com outras crianças 
    Ofereça opções para que ele (a) possa ter contato com outras crianças. Leve-o (a) para locais como:
  1. Parques
  2. Praças
  3. Clubes
  4. Teatros infantis
  5. Convide outras crianças para irem a sua casa
    Faça com que ele (a) frequente qualquer lugar onde exista a possibilidade de ter contato com gente da mesma idade. Entretanto evite pressioná-lo (a), deixe que a aproximação aconteça naturalmente. Incentive-o (a) a explorar o lugar, diga que esse local é divertido e mostre o que é possível fazer lá.
    
Estimule a aproximação de outras crianças
  
    Ensine-o e o estimule a dividir seus brinquedos com outras crianças. Proponha atividades que envolva a participação de mais pessoas da idade dele.
   Trate as outras crianças pelo nome e seja agradável com elas. Isso proporcionará maior aproximação e dará ao seu pequeno a base de como ele deve tratar as outras pessoas.
   Nos primeiros encontros é interessante que você participe das brincadeiras, isso vai ajudar o seu rebento saber como se comportar e o deixará menos intimidado.

Mediando os conflitos
    É comum entre as crianças, principalmente as pequenas, existirem desavenças provocadas pelos mais variados motivos. O problema que se estabelece aqui é que tais conflitos podem terminar em agressão física entre os pequenos. Uma situação desse tipo pode levar o seu filho a acreditar que não é seguro se relacionar com outras pessoas.     Intervenha, porém sem fazer grandes alardes, aja com naturalidade, afinal isso é algo comum entre crianças e o compreender isso é muito bom para os tímidos.

Estimule a autoestima e autoconfiança do seu filho

Forneça a eles pequenas tarefas
    Realizar uma pequena tarefa faz com que a criança se sinta importante, o que faz o pequeno (a) tímido (a) se tornar mais autoconfiante. Determine uma atividade que ele (a) seja capaz de cumprir, entretanto essa deve ser uma tarefa real e necessária para a família, algo inventado e desnecessário não agrega o mesmo valor.

Repense as suas críticas
    Quando analiso pessoas tímidas a primeira coisa que elas trazem são as críticas feitas a elas pelos pais durante a infância. É claro que você deve chamar a atenção para o que seu filho faz de errado, porém existe uma forma mais adequada de fazer isso:

  1. Não faça críticas ou chame a atenção dele na presença de outras pessoas. Isso causa um constrangimento desnecessário e torna a criança ainda mais insegura. 
  1. Critique o comportamento e não a criança. Quando seu filho ou filha faz algo indevido você deve repreender a ação dele: “coloque suas coisas no lugar” ou “preste atenção nas suas tarefas” Não critique a criança: “você é um bagunceiro” ou “você não presta atenção em nada”. Críticas à criança dão a ela uma sensação de inadequação e incapacidade.
  1. Não dê características negativas ao seu filho (a). A criança não sabe quem ela é, são os pais quem dizem para ela quem ela é. Se são eles que dizem qual o seu nome, onde ela mora e quantos anos ela tem, por que não podem dizer outras coisas ao seu respeito? Quando você fala ao seu filho: “Você não faz nada direito”, “você é burro mesmo!” ou qualquer outra coisa desse tipo, faz com que a criança acredite nisso e se sinta inapta e inadequada para tudo. 

Faça elogios
  A timidez na maioria das vezes é o resultado de uma autoestima muito baixa e o elogio pode fazer com que essa criança passe a reconhecer as suas qualidades e desse modo fortalecer o seu amor próprio.

Diga quanto o (a) ama
    Uma criança que sente amada é uma criança com boa autoestima. Não economize nos beijos e nos abraços e nem nas palavras de afeto.
 
 Mostre seu orgulho
     Quando seu filho ou filha fizer algo que você considere positivo, não deixe de mostrar a sua aprovação. Diga que sente orgulho dele ou dela. Provavelmente você adoraria ter ouvido isso dos seus pais, então propicie isso aos seus filhos. Lembre-se de incentivá-lo (a) quando ele ou ela começar a fazer algo novo. 
A hora de buscar ajuda
   Se você perceber que esses procedimentos não estiverem surtindo resultado, não demore em procurar a ajuda de um profissional que possa te ajudar: pediatra, psicólogo ou psiquiatra infantil. Leia o artigo Quando a timidez se torna doença .

Postar um comentário

Blogger