Ads (728x90)

.

Como conversar com qualquer pessoa

Saber como conduzir um diálogo de forma que ele se torne agradável e dessa maneira ganhar a simpatia do seu interlocutor é de grande serventia em várias ocasiões. Quem é tímido ou não é bom de papo costuma ter mais dificuldade na hora da paquera ou de conseguir um emprego.  Conversar é uma arte que alguns têm maior facilidade em desenvolver, enquanto outros precisam treinar para dominá-la. Como toda arte, o dialogo possui suas regras, se você quiser conquistar as pessoas é preciso conhecer tais regras:

Como começar uma conversa

Quando não se consegue fisgar a atenção de alguém logo de cara, dificilmente vamos muito longe. Por isso é importante saber como iniciar uma conversa. Sabe aquele ditado: “A primeira impressão é a que fica”?  Ele pode estar certo! Especialistas estimam que cerca de 90% da opinião temos sobre uma pessoa, foi formada nos primeiros quatro minutos de conversa que tivemos com ela. Por esse motivo vamos falar um pouco mais sobre como começar um diálogo.

Por onde começar?
Por mais que pareça que existam inúmeras formas de dar início a uma conversa todas elas são variação de três temas básicos: 
1.   Você
2.   A outra pessoa
3.   A situação 

Parece pouco, não é? É por isso que é importante ser observador e criativo. Sem essas duas qualidades corre-se o risco de ser repetitivo e enfadonho:

Sendo observador: Analise a pessoa com a qual está tentando puxar conversa: suas roupas, o que carrega com ela, cabelos, bijuterias, qualquer coisa que possa dizer algo a respeito dela. Observe detalhadamente o local onde estão, note os transeuntes, objetos etc. A intenção é encontrar um elo entre você e a outra pessoa.

Sendo criativo: a criatividade é uma mescla de imaginação e experiência de vida. Por isso não fique podando os seus pensamentos e suas ideias, eles pertencem a sua imaginação, caso contrário, quando precisar dela não vai ter a quem recorrer. Para ter mais experiência de vida é importante estar aberto a novas situações, viver isolado no seu casulo fazendo apenas o que te parece seguro e confortável não ajuda muito nesse processo.

Como começar?
Do mesmo modo que existem apenas três temas básicos para se iniciar a uma conversa, há somente três formas de começá-las:   
1.   Fazendo uma pergunta
2.   Constatando um fato
3.   Emitindo a sua opinião

Na prática
Acredito que você compreendeu que é possível combinar temas e formas de começar. Essas combinações te dão mais possibilidades, vamos observa-las um pouco melhor:

Tema 1: Você

Falar sobre si mesmo é o pior tema possível. Ainda assim (se não tiver outro jeito) você pode tirar algum resultado dessa opção:

Pergunta:  “Será que essa roupa fica bem em mim? É que eu não gosto muito dela...”.
Emitindo sua opinião: “Acho que eu não tenho mais idade para fazer isso”.
Constatando um fato: “Acho que eu não conheço ninguém aqui nesta festa além do dono, devo estar parecendo um penetra”.

Com esses exemplos é possível notar que não é nada fácil puxar papo falando sobre si mesmo, também é muito mais complicado manter esse dialogo sem se tornar um chato. Por esses motivos só fale sobre si mesmo quando lhe perguntarem. Pode-se falar de situações que ocorreram com você, desde que elas se encaixem bem na conversa.

Tema 2: A situação 
Esse é o tema mais simples e mais usado para se puxar conversa. Isso por que é menos invasivo e dá margens para que o outro possa expressar sua opinião. Para ilustrar vamos imaginar que você pretende iniciar uma conversa com alguém da sua sala de aula:

Pergunta: “É impressão minha ou ninguém entende o que essa professora está falando?”.
Emitindo sua opinião: “Odeio essa matéria! Não consigo entender nada”.
Constatando um fato: “A diretora tem um penteado ridículo. Será que ela não tem espelho em casa?”.

Tema 3: A outra pessoa
Essa é a mais complicada, pois você pode ser considerado invasivo ou pretensioso. Porém ela é a que sempre surte melhor resultado. Para que ela dê certo você precisa ser observador, pois existe a necessidade de achar algo revelador da pessoa somente olhando para ela. Imagine que tem uma pessoa no ponto de ônibus a qual te interessou:

Pergunta: “Você gosta de tal banda de rock?” (se ela estiver usando uma camiseta ou qualquer coisa que te leve a crer nisso),
Emitindo sua opinião: “Adorei esse livro que está lendo você está lendo” (se você realmente leu ou pelo menos sabe algo sobre ele)
Constatando um fato: “Pelo o tanto de livros que tem nas mãos você realmente gosta desse autor, hein?”.

A arte de conversar com qualquer pessoa

Nessa parte vamos dar algumas dicas e orientações para se manter um bom diálogo com outra pessoa independentemente de quem ela seja.

Seja sempre educado
Essa é uma regra básica que é muitas vezes ignorada. Deve-se tratar o outro, seja ele o seu patrão ou um morador de rua, com respeito e educação. Evite ao máximo menosprezar a pessoa com quem você conversa (e seus feitos) ou ainda se vangloriar em cima dela.

Tenha bom humor
    Outra coisa básica. Para que uma conversa seja agradável ela precisa ter uma dose de humor, é claro que isso não é tudo, caso contrário eu poderia parar por aqui. Porém essa é uma parte importante nessa arte.

Como ser engraçado ou divertido? Isso não é uma coisa fácil, basta olhar o tanto de comediantes sem graça que existem no mundo. O ideal é que você fale sobre aquilo que lhe pareça engraçado, porém o seu público é que o termômetro real. Se falar algo e perceber que ninguém rir (ou der apenas um sorriso amarelo) é melhor mudar de técnica. Com o tempo você percebe o que faz os outros rirem. O importante é que sua “graça” seja pertinente ao assunto que se está falando. Caso você pare um diálogo no meio, para falar algo fora do contexto, ainda que riam, vai parecer meio bobo. Uma tática que dá certo é falar de coisas engraçadas que aconteceram com você. Mais uma vez, evite fazer troça ou rir das outras pessoas, isso te torna um otário.

Não dá para fazer graça o tempo todo!
Algumas vezes o assunto é sério e não cabe contar piadas ou fazer gracinhas. Então o humor deve ser deixado de lado? Não! Ter bom humor não significa ser engraçado todo o tempo, mas ter uma visão positiva da vida. Assim se alguém estiver lhe falando de algo triste ou muito sério, passe para ela uma visão mais otimista (não irreal) da situação. Isso faz de você alguém agradável e com quem vale à pena conversar. Aprenda a ser mais otimista e vai ser sempre uma pessoa mais interessante

Se adapte ao vocabulário do outro
Não dá para conversar com uma criança do mesmo jeito que se fala com um adulto, quero dizer que você deve adaptar seu jeito de falar e o assunto à pessoa com quem está conversando. Se ela usa um tom formal vai se identificar mais com você caso fale do mesmo jeito. Faça o mesmo se a pessoa usar gírias e um vocabulário informal. Porém não force a barra, use apenas palavras que você tem certeza do significado. Quando se trata de se adaptar, nada mais difícil do que conversar com alguém do sexo oposto.

Faça o outro falar sobre ele (a)
Sabe qual o assunto sobre o qual as pessoas mais gostam de falar? Elas mesmas! Sim! As pessoas adoram falar sobre a sua própria vida, obra e opiniões. Por isso não existe necessidade de ficar tentando impressionar o outro com a sua “inteligência elevada” e “sacadas geniais”. Ao invés disso incentive seu interlocutor a falar mais sobre ele mesmo.

Como eu faço isso? Use perguntas abertas e frases que demonstre interesse:
    ·       E então?
    ·       Como assim?
    ·       E o que você fez?
    ·       Nossa!

As palavras precisam seguir sua expressão corporal. Haja como se estivesse assistindo a um capitulo da sua novela ou série favorita. Não vai adiantar falar: “Que interessante!” se você estiver com cara de sono...

Repetir a ultima coisa que a pessoa disse em tom de pergunta. Isso dá certo?  Essa técnica virou piada no filme “O virgem de 40 anos”. Entretanto ela funciona sim! Desde que seja usada com moderação:

    Patrícia – Não gosto muito desse lugar. A Disco é muito melhor!
    Jéferson – Lá é melhor?
    Patrícia – Claro! A decoração é linda...

Ouça o que o outro tem a dizer
É importante que você realmente ouça o que outro está falando, e não simplesmente fingir que está ouvindo. O primeiro motivo para fazer isso é que o outro vai perceber que não está sendo ouvido, e consequentemente se afastará.  O segundo motivo é que quando se ouve verdadeiramente uma pessoa, passa-se a conhecê-la mais profundamente. Você aprende o que ela deseja, do que não gosta, o que precisa. Assim é possível saber exatamente o que oferecer e como agir com esse sujeito.
        Ouvir é diferente de escutar, ouvir é buscar entender o que outro está dizendo, é desenvolver a empatia, compreender os sentimentos dele (a).

Como falar coisas interessantes?

É muito importante que você se mantenha informado sobre o que está acontecendo no mundo a sua volta para se ter sobre o que falar. Por isso torne-se mais perceptivo, não se feche apenas em seu mundo e nos seus interesses. Leia livros, revistas, sites de atualidades, assista a programas de TV, aprenda piadas e histórias engraçadas para contar. Resumindo organize um arsenal de assuntos interessantes.

Atenção! Já disse anteriormente, mais vou repetir: o assunto que mais cativa alguém é ela mesma. Assim ter um bom conteúdo cultural serve para que você seja capaz de conversar com diferentes tipos de pessoas, porém tenha o bom senso de falar sobre o que outro se interessa. Como você sabe sobre o que seu interlocutor gosta de falar? Resposta: ouvindo o que ele está falando!

Coisas que você deve evitar (para não ser um chato)
·       Falar muito sobre si mesmo
·       Não dar espaço para seu interlocutor falar
·       Ser preconceituoso ou criticar um determinado grupo
·       Ficar se vangloriando ou menosprezando outras pessoas
·       Falar mal de alguém (a não ser que o outro comece)

·       Não ouvir o que o outro está falando

Postar um comentário

Blogger
  1. Muito bom ! A maioria das pessoas ignoram essas regras básicas de comunicação e ás vezes são pessoas legais e não sabem como mostrar para os outros suas qualidades sem parecer arrogante.

    ResponderExcluir
  2. rFalar é facíl a ação é dificil,gostei do comentário vou por em pratica.

    ResponderExcluir
  3. Silva

    Muito legal, vou seguir, estou precisando.

    ResponderExcluir
  4. um ótimo tema para projeto de pesquisa

    ResponderExcluir
  5. Muito bom, agimos muitas vezes por impulso, e as dicas são fundamentais para sabermos agir certo.

    ResponderExcluir
  6. o tema que necessitava para conseguir socializar! vamos ver como me saio! não imaginava o quão é difícil ao fim destes tempo conseguir comunicação com ambos os sexos! nossa! isto as vezes torna-se frustrante!!

    ResponderExcluir
  7. oi meu nome e renilson tenho 15 anos isso vai servi muito para eu me dialogar com as pessoas
    muito obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim com certeza renilson... voce quer conversar?

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  8. Acho q só de procurar por uma matéria como essa significa q está disposto a ser agradável ou mais agradável sei lá.. É realmente um exercício se dar bem com pessoas, pois muitas vezes elas ditam quem vc deve ser ou como deve agir.
    Penso q deve ser vc mesmo e colocar em prática pelo menos algumas dessas dicas ;)

    ResponderExcluir
  9. isso é muito difícil, tem um modo fácil?

    ResponderExcluir
  10. Meio(pra não dizer muito) difícil pra eu aprender essas coisas, simplesmente não entendo nada de como se ddeve comportar na sociedade.

    ResponderExcluir