Perder o medo de falar em publico

     Quase todo mundo odeia falar em público, para ser mais exato falar em público é o maior medo da humanidade. Sim! A maioria das pessoas prefere literalmente morrer a pegar um microfone e soltar algumas palavras para uma multidão, se não acredita veja isso.
Por que isso acontece? Somos animais sociais, e como tais, necessitamos de ter a aceitação dos nossos semelhantes. Para os primeiros humanos ser aceito pelo grupo era questão de vida ou morte. Visto desse ângulo, o que faria você se submeter a uma situação em que existe grande chance de ser rejeitado? Acontece que não dá para viver se escondendo o tempo todo, e por vezes é necessário se expor para obter a aprovação dos outros (professores, patrões, clientes e investidores). Nesse artigo pretendo ensinar alguns passos para que você vença o medo de falar em público:

Descubra a causa do seu medo

   Medo de falar em público é apenas um sintoma de outro problema mais profundo e enquanto você não souber exatamente o que é nunca irá superá-lo, pois não se pode vencer um inimigo que não se conhece.  Para te ajudar vou listar alguns dos motivos mais comuns em quem tem essa dificuldade:

  Relacionados à aparência física ou pessoal
v  Tenho uma voz estranha
v  Sou feio (a)
v  Tenho algum defeito físico
  Relacionados à ansiedade
v  Fico vermelho (a) quando falo em público
v  Vai me dar branco
v  Gaguejar
v  Entrar em pânico
  Relacionados à baixa autoestima
v  Vou falar alguma besteira
v  Não tenho talento para isso
v  Medo do sucesso (há quem tenha medo disso)
v  Não gosto de chamar muita atenção

    Existem outros fatores, mas eles acabam se enquadrando em alguma dessas categorias.
 
Aprenda a lidar com a causa do seu medo

Quando o problema é a sua aparência
         Na hora de uma apresentação a aparência física é o que menos importa. Você pode discordar dizendo que pessoas bonitas conquistam o público sem abrir a boca. Mas a verdade é que existe a tendência de se acreditar que gente bonita é incompetente (loiras) e que os feios precisam se esforçar para conseguir as coisas e por tanto são melhores (vide Betty a feia). Quando você mostrar que sabe o que está fazendo, ninguém vai lembrar-se do seu aspecto físico, o ator global Rodrigo Lombardi disse isso sobre Sammy Davis Jr. (veja), mas foi muito mal interpretado na época.

Sobre a ansiedade
    A maior parte das reclamações que ouço sobre o medo de falar em público está relacionada à ansiedade. As pessoas relatam que antes das apresentações, elas sentem o coração acelerado, suor frio, tontura etc. Por isso é importante que você aprenda a controlar a ansiedade e não a deixe dominar você. Alguns exercícios podem ajudar a diminuir a tensão que surge antes de você se expor ao público: Exercícios de distração e relaxamento.

Baixa autoestima
 Como você deve ter notado os problemas de autoestima minam a sua confiança fazendo com que você fique inseguro diante de uma plateia. Aumentara autoestima não é algo muito simples e necessita de algumas mudanças na sua vida (terapia pode ajudar), mas o que vai trazer resultados mais imediatos é melhorar a autoconfiança.

   Vença o medo aos poucos

     A aproximação sucessiva é uma técnica muito utilizada pelos psicólogos nos tratamentos de medos e fobias, ela consiste em aproximar gradualmente o fóbico daquilo que ele teme. No caso do medo de falar em público o “treinar” realiza esse papel de se aproximar do objeto de medo, ajuda a diminuir a ansiedade e a dominar mais o tema forma de lidar com o público, a controlar gagueiras, brancos e outros empecilhos:
Treine falando em um gravador: hoje em dia os celulares vêm equipados com um gravador de voz. Fale ao gravador e em seguida escute o que você falou, modifique o que você não gostou, incluindo a sua entonação de voz e palavras usadas. Faça isso diversas vezes até sentir satisfeito com o seu discurso.
Treine usando uma câmera filmadora: se você dispõe desse recurso (muitos celulares tem) utilize-se dele: filme o seu discurso e assista em seguida, corrija o que não gostar e filme de novo, a diferença aqui é que você deve também se lembrar de corrigir a sua postura corporal e os seus gestos.
Treine falando com alguém de sua confiança: faça o seu discurso (ou fale a sua parte) para sua mãe, pai, namorado (a) ou qualquer pessoa com a qual você não se sinta tão intimidado ao falar. Não importa se essa pessoa não entender do tema ao qual você vai discorrer, o importante é que você tenha uma ideia de como será quando falar com outras pessoas.
Treine falando com um pequeno grupo: quando estiver mais confiante, faça a sua apresentação a um grupo pequeno de pessoas de sua confiança. Pode ser os seus amigos, os outros alunos (ou palestrantes) que irão se apresentar com você ou a sua família.
Importante: quando estiver mostrando seu trabalho para outras pessoas existe a possibilidades de que elas façam perguntas sobre o que você está falando ou critiquem algum ponto, se isso acontecer é por que provavelmente algo ficou confuso mesmo, corrija isso e lembre-se de agradecer afinal essas pessoas estão lhe prestando um favor.
Veja mais dicas em:

Técnicas que ajudam a relaxar diante do público:
Olhar amigo: procure no público uma pessoa conhecida ou alguém que lhe passe confiança e direcione o seu discurso para esse indivíduo como se estivesse falando somente com ele (a), isso ajuda a diminuir a preocupação com os outros olhares. Essa técnica funciona bem, porém se ficar muito tempo olhando fixamente a mesma pessoa pode trazer para ela uma sensação de desconforto, por isso procure por mais de um rosto amistoso no meio da sua plateia.
Quarta parede: esse é um conceito oriundo do teatro, no palco onde ocorrem as peças existem as paredes que estão atrás e as laterais (3 paredes) e diante do artista está o publico, nessa técnica imagina-se que exista um quarta parede que separa o ator (ou palestrante) do público ou seja, imagine que diante de você está uma parede, que você está em um quarto fechado dessa forma não razão para se inibir.
A caneta mágica: segure uma caneta na mão durante a apresentação, enquanto estiver falando, se sentir-se nervoso, concentre-se um pouco na caneta, sinta a textura dela, role-a entre os dedos, na palma da mão etc. Brinque com essa caneta discretamente. Isso com certeza vai ajudar você a se sentir menos tenso.

Atenção! Essas três técnicas são muito criticadas por palestrantes profissionais, por tirarem a atenção de quem está falando e do público presente. Por isso só as utilize caso não tenha outro jeito.

Uma ultima palavra:

     O que torna um medo algo realmente assustador é muito mais a fantasia do que a realidade. No caso do medo de falar em público quem possui esse temor acredita que as pessoas vão reagir de maneira muito mais negativa do que qualquer público reage na vida real. Para ser sincero, quando nota que o orador está nervoso, o público costuma se mostrar mais receptivo e até apoia-lo.
     Se você não é um palestrante profissional, desses que ganham muito bem por cada apresentação, o público não vai exigir que você aja como tal. Vão entender se você gaguejar, ficar vermelho ou se perder um pouco. Mesmo a banca examinadora de TCC não está preocupada com o seu talento como palestrante, mas sim com o quanto você compreendeu o tema ao qual estudou.

     Se você sente que precisa de mais informações e maior apoio eu indico que participe do Curso Como falar em público de Diogo Menezes, nele além de você ter acesso a um material exclusivo terá também direito a suporte direto com um professor que já participou de diversos programas de TV.   

{ 32 comentários Comentário }

  1. Muitas vezes quando tenho que falar em publico, no moemnto em que estou indo em direção ao palco,estou calma. Quando começo a falar estou calma. Porém,bastam as primeiras palvaras e meu coração bate tão forte que minha voz fica tremula e irreconhecivel!!é uma sensação horrivel e eu acabo não falando tudo o que eu queria pois tb me dá um branco...e tb não falo pra que o momento acabe rapido e eu saia dali.Entao nao consigo expressar tudo o que gostaria.Isso tem me prejudicado muito em entrevistas e gostaria de saber o que é eo que fazer para combater isto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pensamentos surgem na sua cabeça assim que começa a falar? É ai que está a chave do seu problema. Talvez esteja confiante até então, mas quando começa a falar a falar surgem pensamentos do tipo: “você não é tão bom assim” “já começou mal” “esse público não vai gostar de você” e por ai vai. Essas crenças andam com você o tempo todo e se manifestam mais forte nessa hora. Trabalhe a sua autoestima e autoconfiança e isso irá mudar.

      Excluir
  2. Quero muito fazer faculdade mais o medo de falar em publico me faz desisti é muito ruim isso :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria muito bom que você tratasse isso o quanto antes. Mas depois que você se entrosar em um grupo pode fazer arranjos para evitar as apresentações, e existem faculdades que não exigem a apresentação de TCC. De toda forma depois de conhecer as pessoas da sua sala vai se sentir menos intimidado por elas e a faculdade pode te ajudar no processo de perder o seu medo. Não desista disso!

      Excluir
  3. E se for o caso de atuar? Eu toco guitarra e canto e na altura de atuar as minhas mãos tremem muito, ficam muito suadas (o que dificulta tocar) e fico muito vermelho... Às vezes custa-me até a cantar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você acredita no seu talento? Acredita que toca e canta bem? Pois parece que você não está seguro quanto a isso. Se for o caso procure desenvolver maior confiança no que você faz.
      Se você tem confiança o bastante, aprenda a se divertir nas suas apresentações, o público é uma espécie de vampiro de emoções, e ele sente aquilo que você sente. Se você se divertir no palco eles vão se divertir, veja a apresentação dos seus artistas preferidos e você vai notar que eles estão sempre muito mais concentrados no que estão fazendo do que prestando atenção no público. Eu particularmente gosto de punk rock e as bandas que eu ouço sempre parecem se divertir no palco tanto ou mais que os seus fãs.

      Excluir
  4. EU SUPER PREPARADA E ACABO MIM ENROLANDO TODINHA...DOI TUDO? A VOZ FICA INSUPORTAVEL.

    ResponderExcluir
  5. Sinceramente estou desesperada, pois sou universitária e não consigo apresentar meus trabalhos, entro literalmente em panico, sei que sou muito capaz, estudiosa, tenho ótimas notas e domino facilmente os assuntos quando é pra explicar pra amigos do grupo. Já fiz terapia, mas não adiantou! A terapeuta identificou o motivo ( insegurança pelo motivo de minha mãe ter ido embora e ter me entregado ao meu pai quando eu tinha 5 anos de idade ) e me indicou um psiquiatra, isto é, fazer um tratamento com medicação. Alguém tem alguma outra dica ou aconselhamento?? Pois não queria precisar de mediação pra isso! Desde já, agradeço a atenção.

    ResponderExcluir
  6. Eu até tenho uma facilidade e uma boa dicção em falar em público tipo apresentar seminários; mais todavia eu tenho um problema, toda vez q eu sou o centro das atenções ou quando estou apresentando algo, eu começo a lagrimar um pouco, apesar de ser pouco mas eu acho que é notado pelo público, e isso me deixa muito encomodado e me faz perder grandes oportunidades de me expressar. Será que isso é algum problema psícologico?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente seu problema é de ordem psicológica sim, mas para compreender isso melhor só com análise. Quanto as lágrimas, com certeza nem todo mundo nota, pois a maioria das pessoas é bem desligada, quanta as que percebem, é possível que você as deixe mais cativadas. o que ocorre é que quando temos um problema acreditamos que todos ao nosso redor estão vendo, mas na verdade as pessoas estão mais ocupadas com os seus próprios umbigos. não perca a oportunidade de falar em público por conta disso e vai aprender a se controlar com o tempo.

      Excluir
  7. O meu caso é um pouco diferente, porque eu estou na escola ainda cursando o 3 Ano do ensino medio. Tenho que apresentar seminarios, e isso me da um desespero descontrolador, eu começo a soar, tenho medo de que me de um branco... É horrivel isso, sinto como se fosse ter um treco la na frente! O que eu posso fazer para parar com esses tipo de coisa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você precisa aprender a controlar melhor essa ansiedade! é ela que traz todos esse sintomas que você descreve. tire os pensamentos pessimistas da cabeça, isso de achar que vai dar um branco ou que não vai conseguir falar isso só te deixa ainda mais ansioso.
      não preste tanta atenção no seu corpo (suor, coração batendo etc) quanto mais você faz isso mais fortes ficam.
      http://www.psicologosp.com/2013/05/como-combater-ansiedade.html
      http://www.psicologosp.com/2013/05/o-que-e-ansiedade-causas-e-tratamento_16.html

      Excluir
  8. Meu nome é Rafael, hoje tenho 34 anos, durante minha infância, era muito sociável, apresentava tranquilamente peças teatrais escolares, trabalhos mas em determinada época (no primário escolar) sempre que apresentava seminários, trabalhos escolares, etc, meus colegas de 4º ano do primário, me criticavam muito por isso, riam de mim e me humilhavam a partir desta época fui me tornando muito tímido e hoje sou um adulto tímido. Tenho boa dicção, sei falar bem, mas para falar para um grande grupo de pessoas eu literalmente travo, o coração dispara, fico vermelho, a minha vontade é de me esconder em qualquer ligar onde não tenha pessoas, por favor me ajude Dr. isso vem me tirando grandes oportunidades na vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que eu já falei sobre isso, experiencias ruins do passado podem sim te limitar de fazer coisas novas. Pelo que eu entendi a inveja dos seus amigos, fez com que eles te perseguissem e isso te tornou tímido, certo?
      Consegue entender que você continua sendo coagido por um bando de "valentões" da 4° série? Tenha a certeza que ninguém mais vai te tratar ou agir da mesma maneira que eles
      gostaria que você lê-se a matéria: Lidando com os fantasmas do passado:
      http://www.psicologosp.com/2013/05/psicologia-trauma-autoajuda.html (copie e cole no seu navegador) acho que ela pode te ajudar...

      Excluir
  9. olá eu tenho uma facilidade em conversar com pessoas próximas só não consigo conversar com pessoas que conheço em festas, quando algum amigo(a) me apresenta fico muito tensa me sinto inferior e na hora de apresentar trabalhos gaguejo. oque eu posso fazer para controlar isso ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A primeira coisa é mudar a forma como você se percebe, melhorar a sua autoestima
      http://www.psicologosp.com/2012/04/dicas-para-aumentar-autoestima.html
      A segunda é aprender a aliviar a ansiedade antes de falar com as pessoas:
      http://www.psicologosp.com/2013/05/exercicios-de-relaxamento-e-distracao.html
      Sabe, por incrível que pareça, pessoas como você, que não se acham a rainha da cocada, tem muito mais facilidade em agradar aos outros do que as "perfeitinhas", por que elas costumam ser chatas. Tente compensar sua baixa autoestima sendo uma pessoa legal isso sempre dá certo:
      http://www.psicologosp.com/2013/05/como-fazer-amigos-e-ser-mais-sociavel.html

      Excluir
  10. Cesar sou muitooo timida...
    Nunca consegui apresentar trabalhos na faculdade, esse ano presto o Enem e as faculdades que provavelmente fica disponivel por esse exame tem que apresentar o TCC, fora o trabalhos que tem que ser apresentados no decorrer do curso e o pior que não tem nem como disfarcar a minha vergonha, pois fico extremamente vermelha, sinto até meu rosto quente... Nunca procurei um profissional porque acho que teria vergonha de falar isso com alguém... Na vida pessoal não tenho este problema, o meu é mais na profissional, ja perdi muitas oportunidades de subir de cargo no meu trabalho por causa disto... Preciso de sua ajuda, temm remedio ou alguma coisa que eu possa fazer a respeito?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. quanto a falar com um profissional fique tranquila pois ele (a) vai conseguir fazer você se abrir. Existem remédios para a chamada "fobia social", para isso você deve procurar um psiquiatra, entretanto a primeira vista não parece que você se enquadre nela (procure por fobia social na lupa no topo do blog). Ao que parece o seu problema é falta de autoconfiança, tente desenvolver melhor esse aspecto:
      http://www.psicologosp.com/2013/04/aumentar-auto-confianca.html

      Excluir
  11. Oi, meu nome é Daniela tenho 17 anos e estou no 3° ano do ensino medio, desde a 7° serie eu sou muito timida, eu naao consigo ler, apresentar absolutamente nada, nem falar com ninguem. Quando chega a minha vez em dizer alguma coisa na aula, eu fico desesperada, começo a tremer e a suar, meu coraçao acelera. Minha mae ja marcou um psicologo pra mim mais chega no dia eu nao quero ir, eu fico com muito medo, e não sei porque. Você acha que eu devo ter algum problema pisicologico?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que você está falando a sua timidez está de isolando das outras pessoas e pode te prejudicar no futuro, então não dá para negar que você tem um problema, Talvez seja psicológico mas pode ser apenas um conflito emocional. A pergunta que te faço é: quer parar de sofrer com esse problema? Você deseja, conseguir conversar com as pessoas e não ter que ficar preocupada em ter que apresentar trabalhos escolares? Se a resposta é sim então dê o primeiro passo e vá a sua consulta, não precisa se preocupar o (a) psicólogo (a) vai te deixar super confortável e não vai te obrigar a falar nada. tenho certeza de que você vai gostar!
      Pesquise por "fobia social" no buscador do blog (a lupa) e veja se você se enquadra nessa categoria.

      Excluir
  12. Sempre fui tímida, mas na hora de fazer seminários em grupo quando sei estou preparada me saio bem, mas se tenho q falar sozinha começo a tremer, eu sei que as pessoas reparam e isso me da medo. Ano que vem minha professora vai passar um TCC de preparação para a faculdade e terei que me apresentar sozinha. Tem algum jeito de não tremer antes de uma apresentação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os exercícios de relaxamento (link no texto) ajudam a diminuir a ansiedade e os sintomas dela ( tremor, gagueira, branco...). Tente não prestar tanta atenção em si mesma (estou nervosa, estou tremendo, etc) isso só intensifica a ansiedade, ao invés disso concentre-se no que você deve falar ao público. A não ser que você esteja tendo uma convulsão poucas pessoas irão notar que você está tremendo. Esse sua ideia é vem do fato de você ser autocentrada, é você quem se preocupa por estar tremendo. Acha mesmo que alguém vai notar seus tremores a dois metros de distancia (isso na primeira fileira)? Se sua preocupação é o olhar do outro crie bons slides (power point) que tirem a atenção de cima de você...

      Excluir
  13. Olá sou a Lituânia!
    Desde sempre gostei de escrever poemas,mas depois de um tempo recebi um convite para declamar,e aceitei.Quando chegou o dia,subi ao palco,de repente,as minhas pernas ficaram bambas,o meu coração parecia sair do lugar,não conseguia olhar para ninguém há não ser para o chão.Declamei, apesar dos pesares as pessoas gostaram,recebe vários elogios e convites,pensei que o medo talvez fosse por ser a primeira vez,mas falaciei-me porque das outras vezes foram a mesma coisa, o medo e a insegurança falavam mais alto.
    No dia da defesa do meu projecto final do 12ª ano, tinha estudado muito,dominava aquela matéria, mas quando cheguei para poder explicar,comecei com muita atitude,mas depois entrei em pânico,embaracei-me toda, vi que estava a esquecer tudo que estudei,não conseguia olhar para ninguém,pensei que estava a falar lixo,mas defendi mais ou menos e tive 15 valores,eu sabia que era capaz de ter mais,mas infelizmente por mais que eu domine a matéria, por mais que eu treine tanto,quando vejo o publico bloqueio a minha voz é muito meiga e cada vez que tento falar para o publico fica mais pequena,fico sem força e o chato é que não sei o que fazer. Por favor ajuda-me porque está ânsia é uma barreira para que eu possa atingir as minhas metas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sendo direto. Tem duas coisas que você precisa compreender:
      A primeira é que o público não é um monstro, na verdade durante uma apresentação gratuita eles não estão esperando por muito, nessas condições se você for uma oradora um pouco menos que razoável já está bom. Então não se cobre tanto assim.
      A segunda coisa é que você não é feita de vidro, você pode aguentar as críticas caso elas vierem. Se você quer ser realmente boa no que faz, são as críticas que irão te ajudar, elas te moldam tornando você muito melhor do que seria sem elas.
      http://www.psicologosp.com/2013/04/aumentar-auto-confianca.html

      Excluir
  14. O Cesar Borella está certo. Se aproximar do objeto de medo é a saída. Naturalmente, isso parece ser mais fácil na teoria do que na prática. Ainda assim, com força de vontade(e isso nós temos dentro de nós) é possível. Até porque, lá no fundo é nossa felicidade que está em jogo. Sem dúvida, o nosso desejo de superação deve ser maior do que qualquer barreira (e de fato é). Na prática, treinar e ensaiar vez após vez aquilo que vamos dizer, usando nossas próprias palavras, nos fará memorizar nosso assunto (não decorar), e isso nos dará uma sensação de segurança a mais, da qual precisamos muito. Conforme o Cesar mencionou, não se cobrar tanto é outro modo de lidarmos com nossa dificuldade para falar na frente de outros. Não se prender tanto a nossa performance no palco, e nos concentrarmos no que realmente merece nossa atenção como apresentadores, a saber: a mensagem que estamos passando e como ela vai beneficiar nossa plateia, pode aumentar nossa autoestima mais ainda. Lembrar que estamos compartilhando conhecimento e contribuindo positivamente, agregando valor para o nosso público (isso sim é real), é bem mais saudável do que pararmos no tempo achando que somos péssimos para falar na frente de outros (o que não é verdade). Só o fato de estarmos decididos a superar mais esse obstáculo em nossas vidas, já nos fará bem. E nossa satisfação será maior ainda quando descobrirmos que temos sim dentro de nós uma coisa chamada coragem. Coragem suficiente para falarmos em público. Excelente artigo Cesar!

    http://apresentacaodeimpacto.com/

    ResponderExcluir
  15. Minha ansiedade me faz sofrer muito.Quando tenho que falar até mesmo para um grupo pequeno de pessoas eu fico apavorada,evito falar mesmo eu estando entendida do assunto,fico tensa até quando me pergunta coisas simples, é capaz de alguem perguntar meu nome e eu acabar esquecendo meu próprio nome. Devo ter problema de baixa auto estima,pois acredito que tenho uma dicção ruim, de que falo embolado de que sou péssima para falar o que acarreta numa grande ansiedade.

    ResponderExcluir
  16. Olá sou a Carol, estudo pra caramba o conteúdo, tenho o domínio dele, e simplesmente na hora H, trava, as palavras saem soltas, não consigo me expressar, como foi ensaiado, como falei á alguns instantes, já me apresentei para algum colega antes, na hora eu falo direitinho, mas na hora da apresentação, eu não sei o que acontece, eu me sinto incomodada pelo simples fato de todos estarem me olhando. O que devo fazer ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure entender por que o olhar do outro te incomoda, e veja se isso realmente faz sentido.

      Excluir
  17. Ola, sou everaldo
    Sempre quando falo m publico nos primeiros minutos fico nervoso e acabo gaguejando, fico suando frio e muito tenso, no inicio penso o que as pessoas tão pensando de mim e acabo perdendo o foco e não consigo nem respirar direito e só depois de um tempo que consigo me acalmar a respiração volta ao normal e deixo de gaguejar.
    Oque posso fazer para parar estes meus sintomas ou pelo menos controla-los ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo o que você descreve são sintomas de ansiedade, dentro do texto tem um link: exercícios de relaxamento e distração, os exercícios propostos neste texto feitos antes da apresentação vão diminuir essas sensações.
      É importante que você aprenda a continuar funcionando mesmo diante a crise, não dê atenção para esses sintomas, quanto mais atenção você dá a eles mais intenso eles ficam (isso é fato científico),
      A ansiedade nada mais é do que um excesso de energia que o seu corpo produz para que você reaja diante de uma situação de perigo. Não se deixe pressionar por essa energia, use-a ao seu favor: intensifique a força dos seus gestos ou/e se locomova no palco fale mais alto. Isso fará com que parte da ansiedade se dissipe e você sentirá menos os sintomas.

      Excluir
  18. olá, meu nome e Andreline Felix e estou fazendo o curso de técnico de segurança do trabalho ,estou a tempo de desistir do curso pois estou com muita dificuldade falar em publico, não sei o que acontece comigo o medo surge da um branco na hora e me perco Toda na hora da apresentação e já estou com muito medo pois já esta perto da apresentação do TCC ,me ajuda o que tenho que fazer para eu perde esse medo de falar em publico pois não queria desistir do meu sonho ,por favor, obrigado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andreline, Existem cursos específicos para ajudar pessoas que possuem medo de falar em público, também alguns psicólogos que se especializaram nessa área. Não vou indicar nenhum porém um busca por essas palavras na internet te darão resultados.

      Excluir

Atenção
Devido ao grande número de perguntas recebidos diariamente torna-se inviável responder a todos, por essa razão caso necessite de apoio psicológico, procure por um profissional na sua região.
Os textos, comentários e respostas apresentados aqui não substituem a psicoterapia presencial.
As informações exibidas aqui são livres ao público, inclusive os comentários, sendo assim assegure-se de não expor aquilo não quer que outras pessoas tenham conhecimento.

Cesar Augusto S. Borella. Tecnologia do Blogger.

Quem sou eu

Copyright © Psicologo.com

É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DOS ARTIGOS DO PSICOLOGO.COM SEM A AUTORIZAÇÃO EXPRESSA DO AUTOR