Ads (728x90)

.

Como se livrar de um vício ou hábito indesejável

        Hábitos são comportamentos que repetimos automaticamente sem nos darmos conta.  A maior parte dos nossos hábitos é útil pois nos ajudam a organizar a vida. No entanto existem os chamados maus hábitos, manias ou ainda vícios, tais como chupar dedos, roer unhas, fumar (etc.) que são costumes que podem prejudicar a nossa saúde, relacionamentos e imagem perante os outros. Nesse artigo vou passar algumas dicas que vão ajudar a se livrar dos maus hábitos, vícios e manias.

Atenção! As orientações passadas aqui não valem para vícios relacionados à dependência química e emocionais, para se tratar desses problemas procure a ajuda de profissionais especializados.



Liste bons motivos para abandonar esse mau hábito ou vício
        Maus hábitos costumam serem prazerosos para quem os pratica, em geral eles ajudam a aliviar o stress e a diminuir a ansiedade. Assim sendo, você vai precisar de bons motivos para abandonar o vício, caso contrário vai perder a motivação e desistir de eliminar o hábito.  Faça a si mesmo as seguintes perguntas:

·         O meu vício é perigoso para mim e/ou para outras pessoas? Como por exemplo, fumar que causa câncer e outras doenças não só em que fuma, mas também as pessoas que estão por perto. Falar ao celular enquanto dirige (perigo de um acidente de carro).  Etc.

·         O hábito pode me fazer mal? Como por exemplo, ao me arranhar e comer unhas até o “sabugo” eu estou tirando parte da proteção que meu corpo tem e me expondo ele a infecção de milhares de micro-organismos. Ao fumar estou aumentando a probabilidade de desenvolver um câncer. 

·         O hábito é desagradável para outras pessoas? Falar de boca cheia, cutucar o nariz, interromper outras pessoas ao falar etc., fazem de você uma companhia indesejável e podem te tornar vítimas de gozações (principalmente pelas suas costas).


·         O que pode acontecer se esse hábito ou mania persistir? Pense na pior hipótese do que pode acontecer caso não abandone o comportamento indesejável: pode desenvolver uma doença? (como o câncer no caso do cigarro). Pode perder o emprego ou clientela?  Faça a si mesmo essa pergunta e liste as repostas.

·         Que vantagens você terá caso abandone esse vício? Vai deixar de vítima de piadinhas? Vai melhorar a sua saúde?  Vai ser mais bem visto pelas outras pessoas?  
        O importante é que esses são apenas exemplos, você provavelmente possui motivos muito fortes para desejar abandonar o seu vício lembre-se deles o tempo todo. Se for possível faça uma lista com eles e deixe em um local onde possa lê-los com facilidade, talvez colar em uma parede ou na porta do seu guarda-roupa.

Homem Com Mania Ruim

Compreenda o seu vício ou mania
        É muito difícil controlar uma coisa que você não vê e não pode prever, isso é exatamente o que acontece com as manias. Como eu já disse, elas são comportamentos automáticos, dessa forma você pode repeti-las sem se dar conta de como, quando e por que você está fazendo isso, fazendo com que seja praticamente impossível controlar o seu mau hábito. No entanto é possível modificar essa situação.

 Observe o seu hábito/mania
     Tire um dia (ou semana) para observar o seu hábito. Quando se pegar praticando tal hábito tente perceber o que e como você faz.

1.   Quanto tempo você se detêm nesse hábito? Alguns segundos, minutos ou horas?
2.   Qual a frequência? Quantas vezes você repete esse comportamento por hora? E por dia? E por semana?
3.   Existe uma situação específica, um momento certo ou alguma condição para o seu hábito surgir?  Por exemplo, logo após acordar, quando se está sozinho (a),depois de discutir com alguém (etc.).

        Observe cada detalhe do hábito e todos os fatores que possam estar influenciando ele, anote isso em um caderninho e ou tabela, pois é de estrema importância. Existem casos em que a pessoa consegue se livrar do seu vício logo nessa etapa...

Leia também:
·         Vença a ansiedade
·         Superando a depressão
·         Deixe de ser tímido

Antes de começar: pare imediatamente
     Depois de ter observado e compreendido o seu hábito você já sabe quando e como ele começa, por isso assim que você se der conta que está preste a praticar o costume indesejado pare imediatamente.

Crie uma forma de parar
        Talvez seja difícil controlar o impulso de praticar o hábito ou vício que você quer eliminar, assim sendo talvez seja necessário criar um mecanismo que te impeça de realizar tal ato e tire sua mente do foco de realizar a mania. Pode ser algo como se levantar, lavar o rosto, tomar um copo de água. Pode ser ainda uma imagem mental tal como pensar nas pessoas que está magoando ou incomodando quando faz isso, imaginar as consequências em longo prazo.

Peça a ajuda dos amigos
        A ajuda dos amigos é de grande valor para vencer maus hábitos e manias, os amigos podem te ajudar a se policiar, te parar no meio quando você está praticando um hábito etc. O importante é que deixe claro para eles que não vai te ajudar nada bronca ou repreensões, mas vai ajudar muito apoio e compreensão.

Se dê um prêmio por suas vitórias
        Quando você cumprir uma meta ou um objetivo você deve se dar um mimo, por exemplo, se ficar uma semana sem roer unhas compre para si algo que do seu agrado, se conseguir atingir um mês, se dê um premio maior. Não precisa ser algo grande pode ser um bombom ou qualquer outra coisa, o importante é que você associe o prazer de desfrutar desse objeto com o fato de vencer o seu vício.  

Castigo pelos deslizes? 
        Existem pessoas que criam para si possíveis castigos pelos deslizes ou recaídas.  Podem se privar de fazer alguma coisa ou até se impor um castigo físico, entretanto pesquisas feitas por psicólogos comportamentais demonstram que essa estratégia tende a não ser bem sucedida. Um dos motivos para isso está no fato das pessoas tomarem o “castigo” como uma boa troca pelo vício, ou seja, apesar de ter feito uma coisa que eu considero errada ou ruim eu já paguei por isso então posso fazer de novo. 

Modificando as condições necessárias para o hábito
        Depois de ter observado bem o seu hábito ou mania você pode ter notado a presença de condições necessárias para que o comportamento indesejado surja, se for possível evite essas condições, por exemplo, eu só fumo quando estou com determinadas pessoas (evite essas pessoas até conseguir controlar o hábito) talvez seja necessário mudar o seu ambiente ou convencer outras pessoas a mudarem de atitude, se for possível faça isso. 

Crie um hábito alternativo
        Provavelmente o método mais eficiente de eliminar um mau hábito seja substituí-lo por um hábito mais saudável: ao invés de comer doces após o almoço por que não comer uma fruta? Para que um comportamento alternativo seja um bom substituto é necessário que ele envolva os mesmo princípios que o vício se possível que envolva os mesmos músculos e movimentos. Para dar exemplo: trocar fumar por chupar balas ou pirulito, trocar se coçar, por passar um creme na pele, roer unhas por cortá-las curtas ou lixa-las, assim por diante.

Não desista por causa dos deslizes
         É provável que durante esse processo você possa falhar e fraquejar, porém o mais importante é não desistir, não se esqueça de ler a lista que você fez com todos os motivos que você tem para se livrar desse hábito que você considera nocivo e prejudicial e de lembrar-se de todos os benefícios que você vai ter se conseguir se libertar dele.

Postar um comentário

Blogger
  1. eu tenho o habito/mania de fazer um certo movimento com o dedo fazendo com que ele estrale e sem logica mais eu não consigo me livrar dele e como se meu corpo ficasse me dizendo vai vai vai e eu não sei o que fazer isso também acontece em outras partes do corpo como puxar os lábios para dentro da boca ate começarem a arder ou tossir como se estivesse gripado ou duvidando de alguém

    ResponderExcluir
  2. Encontrei o seu site por um acaso, e estou adorando tudo o que li. Adoro psicologia, acho uma das áreas mais fascinantes que existe e pretendo fazer vestibular esse ano e tentar entrar na universidade. Já vou salvar e ler tudo o que puder.

    ResponderExcluir