Ads (728x90)

.

Torne o seu filho um aluno nota A

A educação é o que irá garantir o futuro dos nossos filhos, disso ninguém tem dúvidas. Porém o que acontece quando o nosso rebento não é chegado na escola e nos estudos?  Será possível fazer com que essa criança mude seu comportamento e melhorar as notas na escola? Nesse artigo vou dar algumas dicas para melhorar o desempenho do seu filho na escola.

Atenção! Se o seu problema é que o seu filho está faltando à escola o artigo O meu filho não quer ir à escola vai ser mais útil para você.

Incentivando o seu filho a leitura
A leitura é a melhor forma de se adquirir cultura, por isso as crianças devem ser incentivadas a ler desde sempre.

Leia para elas quando eles quando forem pequenos: Pesquisas demonstram que crianças cujos pais liam para elas ainda pequenas apresentaram maior facilidade na escola e cultivaram o hábito da leitura pelo resto da vida. Ler para os seus filhos pode parecer uma atividade um pouco estranha no começo, mas com o passar do tempo vai notar que tanto você quanto as crianças vão adorar.

Dê exemplo: Quando lidamos com crianças não vale aquele ditado “faça o que eu mando e não faça o que eu faço” os pequenos aprendem com exemplos e não com palavras. É comprovado que filhos de pessoas que possuem o habito da leitura também desenvolvem este costume. Não é preciso que você leia livros sobre física quântica ou coisas complicadas, o simples ato de ler revistas e jornais já causa boa influência.

Tenha livros em casa: Já que estamos falando de leitura, seria muito difícil incentivar e até mesmo praticar esse hábito se não tivermos livros em casa não é verdade? Por isso crie uma pequena biblioteca em sua casa com livros de temas diversos, com cores, figuras e assuntos que interessem seus filhos. Histórias em quadrinho são uma boa forma de ser introduzido no universo da leitura. Fato interessante é que apesar da tecnologia dos ebooks lidos em tablets, os pequenos ainda preferem os livros tradicionais.

Converse sobre a importância dos estudos
Já imaginou ser obrigado a fazer uma tarefa que você considera chata e inútil todos os dias? Eu sei que sim (o nome disso é trabalho), contudo você tem uma motivação para fazer isso (no caso o salário). Com a criança a coisa não pode ser diferente, ela também precisa de motivação para estudar, ela precisa saber a razão pela qual está indo a escola, converse com seu filho sobre dinheiro, trabalho, remuneração etc. Ele ou ela precisa entender sobre essas coisas e como o mundo funciona, só assim dará valor ao estudo. Não precisa que se faça um longo e chato discurso, mas algumas palavras sendo faladas com sinceridade de vez em quando fazem grande diferença.

Incentive bons os resultados
     Há muito tempo a psicologia sabe que quando alguém é elogiada a tendência é ela repetir o comportamento que recebeu elogio. Recentemente a Universidade de Leiden na Holanda descobriu que este estimulo é tão forte que só ele basta para educar crianças de até 8 anos (sem a necessidade de castigos e broncas). Por isso quando seu pequeno chegar com uma boa nota da escola não se esqueça de elogiar, elogie se ele (a) chegar com uma nota melhor do que as que costuma tirar.

Não exija demais: existem pais (principalmente homens) que acreditam que quanto mais exigirem dos seus filhos, melhores resultados eles terão. Isso está longe de ser verdade, as crianças tratadas assim passam a acreditar que nunca serão boas em nada e por isso crescem adultos inseguros e mal sucedidos.

Apoie nos maus resultados: se você estiver atento ao seu filho vai saber quando ele tirou uma nota ruim por que não fez nada e quando ele se esforçou e mesmo assim não conseguiu, nesse último caso o seu apoio é essencial. Demonstre ao seu filho que ele é capaz de melhores resultados e que aconteça o que acontecer você estará sempre do lado dele.

Acompanhe a vida escolar
Se você realmente quer que seu filho dê importância para os estudos dele, você deve mostrar que está interessado nos estudos deles também:

Saiba os nomes dos professores deles, dos amigos de sala, saiba quais as matérias favoritas, as que eles se saem melhor etc.

Seja amigo do professor. Não é incomum que os pais sintam certo ciúme da professora, uma vez que nos últimos anos ela passa mais tempo com os filhos que os próprios pais (na verdade elas passam mais tempo com os filhos dos outros do que com os próprios filhos). Mas deixe isso de lado e converse mais com o professor (a) do seu filho(a) você só tem a ganhar com isso:

·        Vai conhecer melhor o potencial do seu filho.
·        Tomar conhecimentos de como ele se comporta fora da sua presença.
·        Saber sobre as dificuldades que ele tem.
·   Ganhar conselhos de quem sabe o que você pode fazer para melhorar os desempenhos acadêmicos do seu filho.


Converse com o seu filho
      Fazer isso é de importância fundamental, ajuda a manter a proximidade com as crianças e adolescentes, faz com que eles compreendam o que você espera deles, além disso, o diálogo é uma demonstração de interesse e amor pelos seus filhos.

Como o foco desse artigo é a vida escolar, devemos ressaltar que alguns problemas que não tem relação direta com os estudos podem e muito afetar notas dos seus filhos e o dialogo ajuda a identificar e corrigir estes problemas:

Bullying: fica difícil estudar quando se é vítima de agressões, sejam elas físicas ou verbais, por parte de outros alunos (ou até de adultos).
Leia o artigo: socorro meu filho está sofrendo bullying.

Drogas: Sim! Isso pode acontecer na sua casa, e a melhor forma de evitar e com dialogo.

Relacionamentos: uma paixão não correspondida ou término de um namoro, principalmente no início da adolescência podem tirar o interesse dos jovens nos estudos. Você tem experiência nessa área não é? Compartilhe isso com os seus filhos então. 

Não faça a lição por eles
      Trabalhos escolares e lições de casa possuem a função de ensinar, por isso, quando você faz a lição de casa pelo seu filho está impedindo ele de aprender.

      Não estou dizendo que seu filho deva fazer a lição de casa ou os trabalhos escolares sozinhos. Nesse caso o seu papel é explicar ao seu filho onde conseguir as informações que ele precisa para fazer a atividades escolares, assim como ajudar nas dificuldades que eles possam ter.
     
     Não deixe o seu filho copiar tudo da internet: mais uma vez a ânsia de ajudar os filhos e o desejo de que eles tirem boas notas atrapalham fazem os pais atrapalharem a aprendizagem dos filhos. Como já disse trabalhos tem o objetivo de ensinar o seu filho se ele copiar e color tudo da internet não vai apreender nada

A hora de procurar ajuda profissional
Por mais boa vontade que você tenha de ajudar o seu filho ou filha existem problemas de saúde que fogem do seu controle e prejudicam e muito o desempenho escolar da criança, chamamos eles de transtornos da aprendizagem:

TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade): faz com que a criança não consiga parar e/ou se concentrar e dessa forma ela não retém informações necessárias para o aprendizado: saiba mais sobre isso lendo Hiperatividade sintomas e causas.

Dislexia: transtorno que dificulta ou impede que o individuou correlacione o símbolo gráfico (letra, número, etc.) ao fonema (som) correspondente.
  
Discalculia: desordem neurológica que impede ou dificulta que uma pessoa compreenda ou manipule números.

O profissional melhor capacitado para diagnosticar e tratar tais transtornos é o (a) psicopedagogo. Então se perceber que seu filho possui algumas dessas dificuldades ou então for alertado por um educar sobre essa possibilidade... Procure um (a) psicopedagogo (a).

Resumindo: quanto mais presente você estiver na vida do seu filho, mais sucesso ele vai ter em tudo quanto ele fizer. Não se esqueça de que o objetivo da escola é auxiliar a educação do seu filho, mas o principal responsável por isso é você. Boas notas são os indicativos que a aprendizagem do seu filho está indo bem, entendeu? Elas indicativos e não o objetivo. Lembre-se disso.


Postar um comentário

Blogger